Quinta-feira, 18 de Novembro de 2010
Tiago Moreira Ramalho

Há um rapazinho cuja moleza o levou a deixar os estudos, mas cuja audácia, ou, se quisermos ser rigorosos, o espertismo, lhe trouxe um salário chorudo na Câmara de Lisboa. Nada que choque, no maravilhoso país dos 'assessores'.

A notícia é do Público e, ao que sabemos, ainda tudo continua na mesma. Pedro Gomes, um funcionário do PS que andou a saltar de um lado para o outro dentro do partido, e cuja experiência profissional e académica se resume a isso mesmo, recebeu a extraordinária proposta de fazer assessoria, coisa supimpa, à vereadora Graça Fonseca. O seu salário, aos vinte e seis anos e sem dois livros lidos, é de quase quatro mil euros mensais pagos em recibos verdes.

Como se isto por si só não fosse, já de si, um escândalo, acontece que o tal assessor Pedro Gomes tinha recebido um subsídio do IEFP para criar um negócio. O IEFP é mesmo amigo da malta, então enfiou quarenta mil euros na cuequinha de Pedro Gomes para que ele fizesse o servicinho de começar uma negociata qualquer - como se fizesse algum sentido que um negócio comece nestes termos. O Pedro Gomes recebeu as notinhas, agradado, claro, mas não fez negócio nenhum, que agora está de bem com a vida, com os seus quatro mil euros mensais pagos pela "amiga do povo", ou pelo menos de algum povo, Graça Fonseca.

Não condenamos o desgraçadinho do Pedro Gomes. Afinal, não foi ele que se passou os cheques. Dele sentimos mais uma espécie de peninha, que a coluna vai acabar a ressentir-se com uma vida a fazer de quatro. Condenamos, sim, a amiga Graça Fonseca, competentíssima vereadora que acha que os dinheiros públicos brotam de uma qualquer mística árvore das patacas e que, portanto, está tudo bem. Gostaríamos imenso de ler a sua carta de demissão. Condenamos, claro, um sistema que permite a entrega cega de dezenas de milhar de euros a quem quer "abrir negócios", como se essa fosse uma função do Estado. Adoraríamos ver o fim de tais "programas". Ou então não condenamos nada nem ninguém, porque, a bem da verdade, Pedritos e Gracinhas e demais "programinhas" há-os aos molhos e, suspeitamos, o povo até gosta, que pode ser que calhe algum. Remar contra a maré dá músculo, mas cansa muito.

 

 

Publicado no Expresso Online.


1 comentário:
De jose-catarino a 18 de Novembro de 2010 às 23:52
Quem não tem bons padrinhos morre moiro, diz um, e outro responde: mais vale cair em graça do que ser engraçado...
Um terceiro, talvez da oposição, protestará que ou há moralidade ou comem todos... E assim, sem moralidade nem engraçados, vamos sendo papados por estes afilhados.


Comentar post

autores

Bruno Vieira Amaral

Priscila Rêgo

Rui Passos Rocha

Tiago Moreira Ramalho

Vasco M. Barreto

comentários recentes
Great post, Your article shows tells me you must h...
You’ve made some really good points there.I looked...
دردشة سعودي ون (http://www.saudione.org/) سعودي و...
شات فلسطين (http://www.chat-palestine.com/) دردشة ...
http://www.chat-palestine.com/ title="شات فلس...
شات فلسطين (http://www.chat-palestine.com/) دردشة ...
كلمات اغنية مين اثر عليك (http://firstlyrics.blogs...
o que me apetecia ter escrito. mas nao o faria mel...
good luck my bro you have Agraet website
resto 5resto ya 5waga
posts mais comentados
125 comentários
114 comentários
53 comentários
arquivo

Fevereiro 2013

Novembro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

links
subscrever feeds