Sexta-feira, 26 de Novembro de 2010
Rui Passos Rocha

Os tempos estão maus para cavaleiros do apocalipse. A queda do muro e o projecto europeu transformaram o continente num laboratório gigante onde dois tipos de bata branca, Hayek e Keynes, conjugam esforços para encontrar a fórmula da prosperidade. Após um século de malfadadas experiências, a sopa do bem-estar parece ser irremediavelmente liberal, faltando apenas quantificar as unidades de tributação e de regulação que devem ir para o caldeirão. O problema - aqui entre nós que ninguém nos lê - é que o tempo azeda as sopas; e não vale a pena congelar, caros soviéticos e cubanos. As rodas do tempo continuam a girar, já cantava o Bob Dylan.

Não quer isto dizer que a carruagem matou Marx por atropelamento. No máximo cortou-lhe uns membros, mas passou ao lado do essencial: a ética. Aquilo que hoje temos como Terceira Via é um sistema económico capitalista regulado por um Estado que faz por garantir direitos laborais o mais de esquerda possíveis. Infelizmente para a direita, uma fraca regulação incentiva a ganância e a formação de oligarquias, em prejuízo da democracia e da qualidade redistributiva; e para mal da esquerda, a elevada tributação em vários dos países europeus, ainda que importante para a redistribuição, desincentiva o crescimento económico sem o qual essa redistribuição começa a falhar. Como parece estar a acontecer em Portugal.

Se se mantém válida a teoria de que os partidos agregam interesses sociais, a ausência de alternativas fortes ao sistema pode indiciar mera falta de imaginação de quem é contra, ou então um Estado Providência em retracção continua apesar de tudo a ser tido como superior às suas alternativas. Os dados sobre atitudes políticas dos portugueses dão-nos o que quer que seja que lá procurarmos: para uns, a insatisfação com o desempenho da democracia, com a classe política e com o funcionamento das instituições pode, como vão dizendo sociólogos, gerar uma revolta social (que, não tendo acontecer na Greve Geral, foi mais uma vez sinal de que o sistema despótico neoliberal aprisiona e aliena as mentes humanas, tornando-nos a todos autómatos, como diria o 5dias.net); para os outros, um escalonamento das atitudes demonstra que a insatisfação com o desempenho temporal do regime não se alastrou, para já, ao regime abstracto. A democracia liberal, com partidos e instituições kelsenianas, é visto como o melhor regime. O problema está em quem o governa.

Sem ideologias, este não é o Fim da História, mas parece um fim de ciclo criativo. Com os seus defeitos, o regime - fortificado pela lei única comunitária - resiste e continuará a resistir à dieta, tanto por mérito próprio como por demérito dos seus detractores. Pelo menos em Portugal, a menos que acabe em anorexia, o Estado Social continuará a ser apoiado. A consequência disso para a democracia e para a prosperidade das sociedades é discutível; mas para quem se situa na margem, mais do que apelar a revoltas estéreis seria importante pensar em alternativas. Que fossem, para variar, viáveis.


1 comentário:
De Sara a 26 de Novembro de 2010 às 22:17
Parabéns por mais um Destaque :)


Comentar post

autores

Bruno Vieira Amaral

Priscila Rêgo

Rui Passos Rocha

Tiago Moreira Ramalho

Vasco M. Barreto

comentários recentes
Great post, Your article shows tells me you must h...
You’ve made some really good points there.I looked...
دردشة سعودي ون (http://www.saudione.org/) سعودي و...
شات فلسطين (http://www.chat-palestine.com/) دردشة ...
http://www.chat-palestine.com/ title="شات فلس...
شات فلسطين (http://www.chat-palestine.com/) دردشة ...
كلمات اغنية مين اثر عليك (http://firstlyrics.blogs...
o que me apetecia ter escrito. mas nao o faria mel...
good luck my bro you have Agraet website
resto 5resto ya 5waga
posts mais comentados
125 comentários
114 comentários
53 comentários
arquivo

Fevereiro 2013

Novembro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

links
subscrever feeds