Segunda-feira, 6 de Dezembro de 2010
Priscila Rêgo

... ou o Daniel Oliveira está mesmo a admitir que o salário mínimo causa desemprego?

 

Atenção: eu até acho que há bons argumentos a favor do salário mínimo. Mas o moralista parece-me ser dos mais fraquinhos.

 

P.S.- Eu já vivi com 500 euros por mês. Felizmente, o "ponto final" do Daniel não se aplicou a mim.


12 comentários:
De Miguel Madeira a 6 de Dezembro de 2010 às 01:16
Não me parece que esteja - basicamente, o argumento dele é "quem ficar no desemprego por causa do aumento do salário mínimo ficaria desempregado de qualquer maneira"


De PR a 6 de Dezembro de 2010 às 11:51
Se for isso, penso que não faz muito sentido (pelo menos o DO não apresenta nenhum argumento para isso)


De jo a 6 de Dezembro de 2010 às 01:47
Claro que o salário minímo causa desemprego!
Se uma empresa for tão pouco produtiva que nem sequer possa produzir 500,00€ para cada trabalhador terá de fechar.
Interessa-nos viver numa economia formada por empresas dessas?


De Eduardo a 6 de Dezembro de 2010 às 22:55
Coloquei este comentário nesse post do Daniel Oliveira: "Daniel Oliveira,

Consegue pagar 15 euros à hora a um(a) empregado(a) para lhe limpar a casa? Consegue, correcto? Mas não paga, pois não? Porquê? É porque está falido? Também não me parece. É por dois motivos: i) Consegue mais barato e ii) o benefício que obtém é inferior a 15 euros à hora. Passa-se o mesmo com as empresas. O(A) seu/sua empregado está, na verdade, desempregado/a por sua culpa. Devia estar falido.

PS: Caso pague esse valor, contacte-me para o mail que lhe enviei."


De PR a 7 de Dezembro de 2010 às 01:24
"PS: Caso pague esse valor, contacte-me para o mail que lhe enviei.""

A si e a mim! :)


De Miguel Madeira a 7 de Dezembro de 2010 às 01:36
"É por dois motivos: i) Consegue mais barato e ii) o benefício que obtém é inferior a 15 euros à hora. Passa-se o mesmo com as empresas."

Acho que deveria ser um "ou"; esse ponto é importante - se for "e", uma lei estabelecendo um salário mínimo para empregados de limpeza faria automaticamente que o DO deixasse de contratar alguém para fazer a limpeza; se for "ou", não necessariamente (e nesse caso esse salário mínimo beneficiaria realmente quem faz a limpeza na caso do DO)


De Eduardo a 7 de Dezembro de 2010 às 08:50
Tem toda a razão Miguel. Vamos ver se o DO repara.


De jo a 7 de Dezembro de 2010 às 15:32
Se a lei permitir pagar o que quero posso arranjar crianças para limparem a casa em troco de comida e dormida.
Falar de empregadas de dormir lembra algumas coisas que estão esquecidas, por exemplo o regime das "sopeiras" que existiam em Lisboa no meio do séc. XX.
Era assim com as criadas de servir dos anos 50:
Início da idade activa 6 anos - (o usual era ser por volta dos 15 16 anos)
Reforma: no casamento ou então nunca (sempre não remunerada)
Remuneração - comida e dormida mais uns trocos
Folgas: a tarde de domingo desde que o jantar desse dia ficasse orientado.
Despedimento na hora.
Férias não havia
Segurança social não havia
Assédio sexual - não era universal mas era muitíssimo frequente (se se queixassem iam para a rua - se se queixassem muito levavam tareia da polícia)
Ainda são vivas pessoas que trabalharam sobre este regime.
Talvez fosse bom não o recordar com saudade e lembrarmo-nos da razão de ser da protecção ao emprego e ao salário justo.


De Eduardo a 7 de Dezembro de 2010 às 22:20
Só não estou a ver o que é que essa história das sopeiras tem a ver com o salário mínimo, mas o problema é meu de certeza.


De jo a 9 de Dezembro de 2010 às 00:18
Peço desculpa. Segui o exemplo dado de empregadas de limpeza que não é meu (pareceu-me que quem o deu estava a pensar em sopeiras).
Quanto à possibilidade de arranjar crianças ou jovens para trabalharem como criadas de graça ou por um valor simbólico já existe hoje, felizmente é ilegal.
Sendo um ignorante em economia socorro-me por vezes da memória. Já houve um tempo em Portugal em que não existia ordenado mínimo. Não conduziu a um aumento do emprego, coincidiu com um aumento da imigração para países que tinham ordenado mínimo.
Talvez não se lembre ou nunca lhe tenham contado mas as condições laborais provocadas pela liberalização das regras de contratação eram infernais.
Existe um terceiro modo de calcular o valor do trabalho é imaginar quanto pediríamos para o fazermos.
Pense bem: quanto cobraria à hora para limpar sanitas? É melhor do que as pessoas que limpam sanitas? Se o que marca a aceitação de um valor para o trabalho é a livre negociação porque é que alguém faz um trabalho destes por tão pouco?
O que pretendo dizer é que se descermos indefinidamente o valor pago pelo trabalho estaremos a sair do limiar da decência.
Portugal apostou anos a fio na sua mão de obra barata como alavanca para o desenvolvimento e nunca se conseguiu desenvolver.


De Eduardo a 9 de Dezembro de 2010 às 09:19
Nesse caso, diga-me uma coisa: por que motivo não se aumenta o salário mínimo para 2000 euros? Aplique o raciocício a 500 euros. Outra: Por que motivo é melhor que seja um burocrata a definir quanto as pessoas aceitam para trabalhar sendo que a alternativa é ficar em casa sem fazer nada e sem aprender a fazer nada recebendo muito menos do que esse valor digno (e pago por quem está a trabalhar, já agora)? Reflicta sobre isto: http://www.youtube.com/watch?v=ca8Z__o52sk


De economista a 9 de Dezembro de 2010 às 23:37
Primeira contradição : Economia de mercado /democracia : necessidade de fixar por lei o salario minimo !!! Lembra-me Salazar que acabou com a prostituição com um Decreto com 3 artigos ...
Em diferentes momentos e situações , os japoneses e os irlandeses baixaram os salarios sem contestação .
Na Irlanda existe economia positiva que permite rapidamente recuperar o sacrificio . Em Portugal não existe economia nem moral ... Outra contradição : as empresas que estão no mercado e os trabalhadores empregados , todos querem aumento do salario minimo , não obstante a baixa dos salários da função publica ....Não querem a concorrência dos salarios mais baixos . E a ultima e oculta contradição : os partidos (a par das centrais sindicais...) estão interessados no aumento do salario minimo porque as suas dotações orçamentais tem por base os votos e o salario minimo !!!


Comentar post

autores

Bruno Vieira Amaral

Priscila Rêgo

Rui Passos Rocha

Tiago Moreira Ramalho

Vasco M. Barreto

comentários recentes
Great post, Your article shows tells me you must h...
You’ve made some really good points there.I looked...
دردشة سعودي ون (http://www.saudione.org/) سعودي و...
شات فلسطين (http://www.chat-palestine.com/) دردشة ...
http://www.chat-palestine.com/ title="شات فلس...
شات فلسطين (http://www.chat-palestine.com/) دردشة ...
كلمات اغنية مين اثر عليك (http://firstlyrics.blogs...
o que me apetecia ter escrito. mas nao o faria mel...
good luck my bro you have Agraet website
resto 5resto ya 5waga
posts mais comentados
125 comentários
114 comentários
53 comentários
arquivo

Fevereiro 2013

Novembro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

links
subscrever feeds