Quinta-feira, 9 de Dezembro de 2010
Bruno Vieira Amaral

Passo a explicar: o problema (desculpa, mas dá-me jeito pôr isto no singular), o problema, dizia eu, do Manuel Alegre é que, porra, o gajo pensou que a cena do milhão de votos era a sério, tás a ver, e deslumbrou-se, meu. Com os seus trinta e tal anos de obscura deputação, a aura de poeta e aquela barba, pá, aquela barba que não é patriarcal, mas também não é só estilo, é idade, é reputação, é caça à codorniz, o Manuel Alegre, dizia eu, era uma coisa, um símbolo de virtudes intangíveis, perfeito para ser admirado à distância, para ficar quietinho no altar do parlamentarismo, para ser a reserva moral da nação. E o bonito da reserva moral da nação é passar a vida na reserva, no banco da Assembleia, para que não tenhamos de descobrir o vazio que esse estatuto moral tão sublimemente oculta. O milhão de votos, pá, o milhão de votos, isso é que o tramou. Em 2006, o Manuel Alegre foi o Manuel João Vieira possível, o divertimento lateral na vitória previsível e enfadonha do Cavaco. O homem não tinha o apoio do PS, os mais desatentos até pensaram que ele tinha aterrado na Portela vindo directamente da Sociedade Civil, tudo isto numa atmosfera de ajuste de contas com o Mário Soares: caramba, o argumento era perfeito. Mas o Alegre tinha de estragar tudo e a piada perdeu-se. Agora temos de levar com ele todos os dias, em pose de estadista-fadista, cavaquisto, cavacaquilo, o apoio do PS que não apoia, o apoio do BE que não conta, as sondagens que o deprimem, os telejornais que o oprimem, ouve, assim não vale. O milhão de votos, e não te volto a explicar isto, foi um prémio para o Alegre enquanto curiosidade etnográfica, para o Alegre über-Chico-Lopes, para o Alegre-sim-mas-só-pra-lixar-o-Soares. É que, fora isso, o Alegre é o que vês: pomposo e verboso, cheio de nada e de coisa nenhuma.  


2 comentários:
De Regina a 9 de Dezembro de 2010 às 23:18
Com-cordo, com-cordo, com-cordo!!


De Monchique a 11 de Dezembro de 2010 às 18:10
Foi assim mesmo nas últimas eleições. Votei Alegre, principalmnete para acabar com a dinastia soarista; vejo agora que esse meu comportamento induziu em erro Manuel Alegre. Quero pedir-lhe, com sinceridade, desculpa.


Comentar post

autores

Bruno Vieira Amaral

Priscila Rêgo

Rui Passos Rocha

Tiago Moreira Ramalho

Vasco M. Barreto

comentários recentes
Great post, Your article shows tells me you must h...
You’ve made some really good points there.I looked...
دردشة سعودي ون (http://www.saudione.org/) سعودي و...
شات فلسطين (http://www.chat-palestine.com/) دردشة ...
http://www.chat-palestine.com/ title="شات فلس...
شات فلسطين (http://www.chat-palestine.com/) دردشة ...
كلمات اغنية مين اثر عليك (http://firstlyrics.blogs...
o que me apetecia ter escrito. mas nao o faria mel...
good luck my bro you have Agraet website
resto 5resto ya 5waga
posts mais comentados
125 comentários
114 comentários
53 comentários
arquivo

Fevereiro 2013

Novembro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

links
subscrever feeds