Segunda-feira, 10 de Janeiro de 2011
Bruno Vieira Amaral

O que seria de nós sem os comentários esclarecidos nos sites da imprensa? O homicídio…não, homicídio tem uma carga demasiado negativa, o acto de justiça que se abateu sobre Carlos Castro é de uma transparência cristalina. A “vítima” era uma bichona, um velho nojento, praticamente um pedófilo, que se aproveitou da inocência depilada de um rapazinho (tão bonito que ele é, e gosta de mulheres, tinha resmas delas), uma ingénua criatura de Cantanhede (em Cantanhede não há paneleiros, ora essa), um anjinho de Deus que vendeu a alma ao Diabo em forma de um sexagenário gordo e feio. O porco seduziu a pobre criança cujo único pecado era ter um sonho e lá foi ela atrás do sonho agarrada às calças do maricas. Estava mesmo a pedi-las. Estão todos a pedi-las. Andam para aí a meter-se com rapazinhos exemplares que até praticam desporto e sorriem aos concidadãos e estão à espera do quê? E nem se sabe se não foi a “vítima” a provocar a situação ou até mesmo a pedir para que o jovem lhe fizesse aquelas coisas, porque homens daqueles são uns pervertidos. Quem nos garante que a “vítima” não tentou coagir o rapazinho, que não tentou obrigá-lo a fazer coisas que este não queria e que o rapazinho, ferido no seu orgulho heterossexual, apenas se defendeu, espancando o verdadeiro agressor durante uma hora, enfiando-lhe um saca-rolhas no olho e cortando-lhe os tomates? Seria muito diferente se em vez de um paneleiro velho, estivéssemos a falar de um septuagenário heterossexual que andasse com uma “dançarina” brasileira (puta, claro está, porque estas são muito sabidas e querem é subir na vida porque lá na terra delas passam fome). Já se sabe que estas atrevidas só andam atrás deles pelo dinheiro e que eles aproveitam (quem é que, podendo, não aproveitaria?) para ferrar o dente em carne fresca, e fazem eles muito bem, provando a macheza do garanhão lusitano que nem no leito de morte perde a tusa. É tudo tão simples: a culpa é sempre dos maricas e das putas.


125 comentários:
De josé a 10 de Janeiro de 2011 às 14:14
se não fosse tão triste, eu até me ria. mas eu não quero acreditar que esses comentários reflictam aquilo que é a opinião da maioria da população. suponho que a esmagadora maioria está solidária com o carlos castro. agora que se ouvem muitos "mas" a seguir às expressões de pesar, ouvem-se. os "mas" são terríveis.


De Javali a 10 de Janeiro de 2011 às 14:58
Mas temos que estar solidários com um deles? Ora essa. O problema, parece-me, está na tentativa de tornar isto num caso social, quando é meramente um caso de polícia.


De Anónimo a 10 de Janeiro de 2011 às 15:02
naturalmente que é um caso de polícia. mas, parece-me, que o objecto deste post é o caso social que o dito caso de polícia revela. basta como diz o bva consultar as caixas de comentários das publicações habituais.


De Javali a 10 de Janeiro de 2011 às 15:17
«(...) o caso social que o dito caso de polícia revela.» Bom, não posso deixar de concordar com isto, mas nunca entendi muito bem como um "conjunto de opiniões" é facilmente transposto para um não menos mítico estilo, carácter ou psicologia nacional.


De rititi a 10 de Janeiro de 2011 às 14:18
Bravo!


De Luís Lavoura a 10 de Janeiro de 2011 às 14:30
Belo post, sim senhor. Gostei.


De rendadebilros a 10 de Janeiro de 2011 às 15:57
É tao bom rapaz, de ouro... muito calmo, muito sensato... já ouvimos o mesmo acerca de um outro de Coimbra, estudante de medicina... ninguém quer acreditar... é caso para dizermos que nos livrem dos bons rapazes, muito calmos e muito sensatos... se procurrarem bem, certamente o rapaz não era assim tão, tão... o caso é que alegadamente assassinou uma pessoa com requintes de malvadez, isto não é de boa pessoa... queria muito - e depressa - a fama... Conseguiu. Infelizmente!!!


De Alexandre Carvalho da Silveira a 11 de Janeiro de 2011 às 11:49
Estou totalmente de acordo consigo, Rendadebilros. Aquele jovem atingiu a fama de uma maneira que nunca imaginou. Agora espera-o uma pena certamente pesada numa prisão americana.
O melhor que ele tem a fazer, é começar a passar vazelina no rabinho, porque com a publicidade que teve já deve haver quem o espere impacientemente atrás das grades!


De JVA a 11 de Janeiro de 2011 às 16:30
Olha - um humanitário! Era justamente a isto que aludia mais acima: os que andam a cuspinhar impropérios sobre a vítima são apenas o reflexo dos que, se pudessem, castravam e executavam o homicida sem sombra de remorsos. Um tipo que se regozija com a perspectiva de um estupro, mesmo como "meio" de punição de um crime, será decerto um filantropo. E mesmo esta historieta das prisões é demasiado delicodoce: justa, mesmo, era a lei de talião.

De facto, tudo é tão simples.


De JVA a 11 de Janeiro de 2011 às 16:36
Estava a referir-me ao comentário do ACS, não ao post (não sei se foi perceptível; esta treta dos comentários do Sapo é uma confusão)


De Bruno Vieira Amaral a 11 de Janeiro de 2011 às 16:40
Deu para perceber. ehehehe. ou devo dizer lol? ou rsrsrsrs? Nunca sei qual é a melhor maneira para me rir nas caixas de comentários.


De JVA a 11 de Janeiro de 2011 às 19:22
Boa pergunta. Por via das dúvidas, eu aposto sempre num arsenal de smiles, emoticons (aprendi esta palavra há dias, deixem-me brilhar), lols, ehehehes e muahahahs que faria corar de inveja qualquer miúda excitadinha de 13 anos. Mas não garanto que seja preferível passar por pateta do que por sisudo eheheh lololol muahahahah ;-P ;-) ;-D ;-X

(viram? Lá escaparam eles, os marotos)


De Alexandre Carvalho da Silveira a 11 de Janeiro de 2011 às 18:02
JVA,
Não intreprete mal o que eu escrevi. Aquilo da vazelina pode perecer um bocado de mau gosto, mas é a realidade que espera aquele rapaz na prisão, onde ninguem o protegerá.
Quanto ao resto, e se tiver pachorra, basta ler o meu comentario das 15,56.


De Francisco Castelo Branco a 10 de Janeiro de 2011 às 16:29
pior mesmo continua a ser a cobertura mediatica principalmente em canais que cumpriram 10 anos no topo devido a sua credibilidade jornailistica


De Cátia a 10 de Janeiro de 2011 às 20:30
Provavelmente passou-me ao lado, mas ainda não vi nenhum comentário "contra" o Carlos Castro. E o que mais ouço até é o oposto, coitado do homem que tinha 65 anos e não se conseguia defender...
Não querendo parecer critica, não será isso uma reacção exagerada a algum comentário parvo?
Tenho noção do que a família do rapaz está a tentar fazer e que vai no sentido do que aqui escreve, mas a família é apenas a família e será sempre o defensor deste rapaz.
De facto pelo que me apercebo entre conversas nos corredores das escolas e cafés, a notícia foi tão chocante por causa do crime cometido que até se tem falado pouco da homossexualidade da vitima.


De JVA a 11 de Janeiro de 2011 às 02:02
Pois, lá está - nem mais. Este lodaçal das caixas-de-comentários é apenas uma das facetas. Pelo que vi – e foi muito de soslaio, sem prestar grande atenção -, a coisa reparte-se com mais parcimónia: há um grupinho de chacais a cuspinhar os seus preconceitos homofóbicos sobre cadáveres que já não podem replicar; outro grupinho entretém-se a reclamar penas ainda mais drásticas do que a prisão perpétua, como se a vida humana não fosse inviolável e toda a gente não tivesse direito ao arrependimento e à remissão; por fim, outro grupinho, que engloba amigos do peito (o que é compreensível) e inimigos figadais (o que é hipócrita), dedica-se, na tv, a esse misterioso processo alquímico que é converter um banal metediço num filantropo ou num santo – quando, afinal, era bem mais justo expressar saudade e estima do que encómios. O costume, portanto.


De Pedro Morgado a 10 de Janeiro de 2011 às 21:46
O melhor texto que li sobre o assunto.


De Speedy a 11 de Janeiro de 2011 às 00:09
o que me apetecia ter escrito. mas nao o faria melhor


De Luis a 11 de Janeiro de 2011 às 00:16
Abordagem muito inspirada e interessante. Parabéns!


De Eduardo Pitta a 11 de Janeiro de 2011 às 00:28
Parabéns, Tiago.


De menina limão a 11 de Janeiro de 2011 às 01:18
Vocês são todos iguais!


De Bruno Vieira Amaral a 11 de Janeiro de 2011 às 09:26
São os três nomes, pá.


De CybeRider a 11 de Janeiro de 2011 às 17:40
(Qual Tiago?...)

Continuamos muito distraídos e afinal é de facto "tão simples"! Mas a vida corre curta e é mais fácil andarmos a apanhar bonés e a papar o que a imprensa e as revistas cor-de-coisa nos enfiam. Enganam-nos? Não! O que não queremos é ver. Opinar com senso custa, e ser imparcial custa ainda mais. Vou daqui mais tranquilo. Ainda há imparcialidade, mas custa a encontrar.

Parabéns, Bruno, pelo texto mesmo.


De O Verdadeiro Anónimo a 11 de Janeiro de 2011 às 21:22
E não tenho tomates para dizer o "politicamente incorrecto". mas bem gostava.
Já o deceased Carlos Candal falava do loby gay.


De Anónimo a 11 de Janeiro de 2011 às 22:01
Mas qual lobby gay? A maioria dos gays não podia com o Carlos Castro.


De txelfc a 11 de Janeiro de 2011 às 22:18
Sim sim, esse mesmo o Carlos Candal, aquele que após a eleição de determinado senhor numas legislativas quaisquer, disse e passo a citar. "parabéns à prima".

Quanto a isto dos loby's, enfim, eles só tem a importancia que nós queremos dar.

Desculpe Verdadeiro anónimo , essa de não ter tomates foi inteligente.


Comentar post

autores

Bruno Vieira Amaral

Priscila Rêgo

Rui Passos Rocha

Tiago Moreira Ramalho

Vasco M. Barreto

comentários recentes
Great post, Your article shows tells me you must h...
You’ve made some really good points there.I looked...
دردشة سعودي ون (http://www.saudione.org/) سعودي و...
شات فلسطين (http://www.chat-palestine.com/) دردشة ...
http://www.chat-palestine.com/ title="شات فلس...
شات فلسطين (http://www.chat-palestine.com/) دردشة ...
كلمات اغنية مين اثر عليك (http://firstlyrics.blogs...
o que me apetecia ter escrito. mas nao o faria mel...
good luck my bro you have Agraet website
resto 5resto ya 5waga
posts mais comentados
125 comentários
114 comentários
53 comentários
arquivo

Fevereiro 2013

Novembro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

links
subscrever feeds