Segunda-feira, 2 de Maio de 2011
Priscila Rêgo

Imaginemos um mundo povoado por muitos milhares de habitantes que ciclicamente se juntam para tomar escolhas colectivas por voto maioritário. As opções vêem em "clusters", que podemos chamar, por conveniência, de programas eleitorais. A probabilidade de cada voto individual influenciar o resultado é, por isso, inversamente proporcional ao número de habitantes.

 

Cada habitante tenta maximizar a sua utilidade, dividindo o tempo entre lazer e trabalho, que permite financiar o lazer. A informação tem custos. Recolher e processar informação implica menos tempo para o lazer ou para o trabalho. Decisões informadas têm um custo de oportunidade mais elevado.

 

Perante isto, que programa eleitoral tem mais probabilidade de ser votado? Um programa complexo, bem delineado e gizado ao pormenor, que só pode ser avaliado por habitantes com muita informação e tempo para a processar, ou um programa simples, que apele ao senso comum e que troque ideias densas e profícuas por "slogans" sonantes e promessas de bem estar imediato?

 

É basicamente esta a ideia por detrás da última frase do post: "As propostas do Pedro Portugal, por exemplo, revelam estudo, muito trabalho, um conhecimento profundo do tema e ponderação. É impossível que alguém as leve a sério".  


6 comentários:
De JS a 3 de Maio de 2011 às 02:35
Pressupõe que a maioria dos habitantes (ou então, pelo menos, 10%) lêem os programas eleitorais, não?

O que interessa é o ruído gerado na comunicação social, o clubismo ou convicção política, o político que mais confiança garante, linhas políticas muito gerais e outros critérios em torno disto...


De José António Abreu a 3 de Maio de 2011 às 11:20
Não é uma questão de ler ou não ler. É uma questão de, assim sendo, não valer a pena analisar verdadeiramente os assuntos porque ideias (evitemos chamar-lhe programa) mais complexas (mas eventualmente melhores, mais fundamentadas e realistas) passam mal na comunicação social, uma vez que a) não é possível resumi-las ao que você mesmo chama "linhas políticas muito gerais"; e b) os próprios jornalistas não as percebem e salientam apenas os pontos que provocarão mais polémica.


De Luís Lavoura a 3 de Maio de 2011 às 11:36
Obrigado por ter explicado a frase.

Ela estava mal redigida, o que levava à sua não compreensão. "Não levar a sério" significa "rir-se de".


De Tarzan a 3 de Maio de 2011 às 11:55
«Perante isto, que programa eleitoral tem mais probabilidade de ser votado? Um programa complexo, bem delineado e gizado ao pormenor, que só pode ser avaliado por habitantes com muita informação e tempo para a processar, ou um programa simples, que apele ao senso comum e que troque ideias densas e profícuas por "slogans" sonantes e promessas de bem estar imediato?»

No caso do Obama vs McCain, a lógica que argumenta falhou.


De PR a 3 de Maio de 2011 às 13:49
A sério? O Tarzan leu os dois programas eleitorais de uma ponta à outra? Conhece as propostas que faziam para a Economia, Defesa, Administração Pública, Orçamento, Energia e Cultura? E tem um conhecimento da realidade americana profundo o suficiente para as avaliar nas suas várias componentes?


De Tarzan a 7 de Maio de 2011 às 12:10
Li os programas, sim.

Não creio que um conhecimento profundo dos assuntos americanos em todas as áreas fosse necessário para avaliar os programas na sua vertente política. O programam de Obama era super detalhado e pormenorizado mas fazia lembrar a lista para o Pai Natal porque só previa cortes na despesa em um dois items. Curiosamente era na Defesa Ha!Ha!

A de McCain era muito vaga e genérica sem nunca se perceber como chegaria aos objectivos enunciados.

Os programas davam uma perfeita noção de como cada candidato olhava para a realidade e o seu grau de empenho e conhecimento em levar as propostas avante.


Comentar post

autores

Bruno Vieira Amaral

Priscila Rêgo

Rui Passos Rocha

Tiago Moreira Ramalho

Vasco M. Barreto

comentários recentes
Great post, Your article shows tells me you must h...
You’ve made some really good points there.I looked...
دردشة سعودي ون (http://www.saudione.org/) سعودي و...
شات فلسطين (http://www.chat-palestine.com/) دردشة ...
http://www.chat-palestine.com/ title="شات فلس...
شات فلسطين (http://www.chat-palestine.com/) دردشة ...
كلمات اغنية مين اثر عليك (http://firstlyrics.blogs...
o que me apetecia ter escrito. mas nao o faria mel...
good luck my bro you have Agraet website
resto 5resto ya 5waga
posts mais comentados
125 comentários
114 comentários
53 comentários
arquivo

Fevereiro 2013

Novembro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

links
subscrever feeds