Quarta-feira, 11 de Maio de 2011
Priscila Rêgo

Gerou-se um consenso súbito em torno da necessidade de reduzir as margens de lucro do sector não transaccionável (SNT). Mas, se o SNT é demasiado rentável, no sentido de extrair rendas económicas do resto da economia, a solução para a maleita seria, em princípio, facilitar a entrada de empresas no SNT, aumentando a concorrência e esmagando as margens de lucro. Acontece que toda a gente está a falar precisamente no contrário: retirar recursos ao SNT e canalizá-los para o ST. Diminuir a concorrência num sector oligopolista e aumentá-la num sector que já é price-taker. Alguém me ajuda com isto?


6 comentários:
De TMR a 11 de Maio de 2011 às 22:40
Priscila,

Considerando, como é óbvio, que essas artimanhas são sempre meio manhosas, o facto é que no ST um aumento de produtores só traria benefícios. O que faz do ST (virtualmente) price-taker não é uma situação «portuguesa», mas sim internacional, o que significa que a entrada de mais produtores cá não afectaria em nada o equilíbrio de mercado, mas afectaria muito a balança comercial.

Quanto ao resto, a única coisa que se pode fazer mesmo é reduzir drasticamente o défice público. Se não há poupança privada, que a malta com o Euro pensou que enriqueceu, tem de haver poupança pública, or else...

Beijinhos

Tiago


De PR a 11 de Maio de 2011 às 22:50
Eu não discuto isso, que me parece pacífico. O que estranho é que se critique o investimento no SNT ao mesmo tempo que se diz que ele é pouco concorrencial. Se é pouco concorrencial, à partida é necessário aumentar o investimento para que a rentabilidade evolua para níveis "normais" (no sentido económico do termo). Mas talvez seja de mim.


De Miguel Madeira a 12 de Maio de 2011 às 01:54
Porque é que "facilitar a entrada de empresas no SNT" é o contrário de "retirar recursos ao SNT"?

Parecem-me mais questões independentes do que opostas.


De PR a 12 de Maio de 2011 às 14:30
Ok, a formulação não foi a mais feliz.

Habitualmente, diz-se que grande parte do investimento privado (FBCF) é feito no SNT. Normalmente, em tom de crítica. Eu acho que isto é normal, e até desejável, se de facto a rentabilidade do SNT for superior à do ST.


De Luís Lavoura a 12 de Maio de 2011 às 09:18
Não sei bem do que está a Priscila a falar.

Eu creio que ninguém critica o investimento no setor não transacionável. Eu, pelo menos, nunca ouvi tal crítica.

O que algumas vezes se critica é que se invista em partes do setor não transacionável que têm lucros protegidos ou fornecidos pelo Estado. Por exemplo, farmácias com margens garantidas, hospitais privados que funcionam à base de acordos com a ADSE, escolas privadas em que as propinas são pagas pelo Estado, etc.


De Luís Lavoura a 12 de Maio de 2011 às 17:16
Eu nunca ouvi ninguém a queixar-se de que em Portugal se invista demasiado, por exemplo, na criação de restaurantes, ou no pequeno comércio. Ou que haja em Portugal demasiados canalizadores.

Penso que ninguém se queixa de que haja investimento excessivo nesses setores não transacionáveis.

O que algumas pessoas se queixam é de alguns setores não transacionáveis muito específicos, como a construção civil, as telecomunicações, o fornecimento de eletricidade, ou as televisões privadas de sinal aberto. Não se queixam propriamente de haver excesso de investimento, mas sim de o Estado interferir nesses setores por forma a garantir preços elevados e uma clientela cativa.


Comentar post

autores

Bruno Vieira Amaral

Priscila Rêgo

Rui Passos Rocha

Tiago Moreira Ramalho

Vasco M. Barreto

comentários recentes
Great post, Your article shows tells me you must h...
You’ve made some really good points there.I looked...
دردشة سعودي ون (http://www.saudione.org/) سعودي و...
شات فلسطين (http://www.chat-palestine.com/) دردشة ...
http://www.chat-palestine.com/ title="شات فلس...
شات فلسطين (http://www.chat-palestine.com/) دردشة ...
كلمات اغنية مين اثر عليك (http://firstlyrics.blogs...
o que me apetecia ter escrito. mas nao o faria mel...
good luck my bro you have Agraet website
resto 5resto ya 5waga
posts mais comentados
125 comentários
114 comentários
53 comentários
arquivo

Fevereiro 2013

Novembro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

links
subscrever feeds