Quinta-feira, 24 de Novembro de 2011
Priscila Rêgo

Parece que um grupo de alunos abandonou uma aula do Gregory Mankiw em protesto contra a forma como a economia é ensinada no seu livro introdutório de economia. Há muitas queixas; uma, em particular, é a apresentação da economia de Adam Smith como sendo alegadamente mais fundamental do que a economia keynesiana.

 

Há algo de injusto na crítica. Qualquer professor tem de começar por algum lado, e os pressupostos da racionalidade e de mercados perfeitos, que estão subjacentes à microeconomia I que se aprende nos manuais, são building blocks importantes. Não é possível compreender a importância que a rigidez dos preços tem na vida das pessoas sem primeiro se perceber como funcionaria um mundo sem fricções deste género. A experiência também mostra outra coisa engraçada: aqueles que pensam ter transcendido os modelos mais básicos acabam, quase invariavelmente, por revelar que nem sequer os perceberam. 

 

Mas, apesar desta piecemeal approach me parecer pedagogicamente acertada, ela pode ser politicamente perigosa. Porque se vamos esperar três ou quatro anos de academia para explicar aos jovens que o mercado laboral não se ajusta tão rápido como o mercado de lentilhas, arriscamo-nos a criar, por cada mestrando de qualidade, uma horda de licenciados sem noção do mundo em que vive. E não queremos que as crianças se transformem em monstros só porque faltaram às últimas aulas do ano. 

 

Não sendo fácil resolver este dilema, o Robin Wells dá aqui algumas dicas que deveriam ser lidas por muito boa gente. Provide context, build trust, address distributional issues e adopt some humility são chavões demasiado gerais para os leitores perceberem o que está em causa, mas ter escrito um post inteirinho só para alertar para o texto do Robin revela bem a importância da coisa. Senhores professores de economia, façam lá o favor de ir ler aquilo.  

 

 


8 comentários:
De Luís Lavoura a 25 de Novembro de 2011 às 09:59
não queremos que as crianças se transformem em monstros só porque faltaram às últimas aulas do ano

É uma tendência cada vez maior na Universidade portuguesa, a de tratar os estudantes como se fossem crianças.

Começa por se usar a designação "alunos", que deveria estar reservada ao ensino básico.

Os estudantes universitários não são crianças, nem sequer jovens, são adultos.


De Queira desculpar mas... a 28 de Novembro de 2011 às 08:19
Fundamental convinha que antes de se afirmarem como adultos se comportassem como tal.


De Luís Lavoura a 28 de Novembro de 2011 às 10:04
Há muitos adultos, de variadas idades e condições, que não se comportam como tal, e no entanto são tratados pelos outros como tal.


De Miguel Madeira a 25 de Novembro de 2011 às 21:59
Posso estar errado (já foi há 20 anos), mas tenho a ideia que no ISEG nós aprendíamos a micro-economia clássica e a macro-economia keynesiana mais ou menos ao mesmo tempo.

E tenho a certeza quase absoluta que aprendiamos a maco-economia keynesiana (ou pelo menos a parte da oferta agregada) logo no primeiro semestre (eu digo isto porque li algures que não é possivel ensinar o modelo keynesiano antes do segundo semestre, ou coisa assim...)


De RPR a 27 de Novembro de 2011 às 13:33
Para os interessados, aqui está um comentário ao comentário da Robin Wells (que, não sabia, é mulher do Paul Krugman): http://econlog.econlib.org/archives/2011/11/robin_wells_on.html


De PR a 27 de Novembro de 2011 às 19:46
Eu nem sabia que era mulher!


De Luís Lavoura a 28 de Novembro de 2011 às 12:24
Nos EUA, Robin é em geral nome de mulher.
Na Inglaterra é, penso, nome de homem.
É também uma espécie de pássaro.


De chat a 14 de Julho de 2014 às 20:17

شات مصريه (http://www.maasrya.com/)
منتدي صور مصريه (http://www.maasrya.com/vb)
منتدي صور (http://www.maasrya.com/vb)
منتديات مصريه (http://www.maasrya.com/vb)


Comentar post

autores

Bruno Vieira Amaral

Priscila Rêgo

Rui Passos Rocha

Tiago Moreira Ramalho

Vasco M. Barreto

comentários recentes
Great post, Your article shows tells me you must h...
You’ve made some really good points there.I looked...
دردشة سعودي ون (http://www.saudione.org/) سعودي و...
شات فلسطين (http://www.chat-palestine.com/) دردشة ...
http://www.chat-palestine.com/ title="شات فلس...
شات فلسطين (http://www.chat-palestine.com/) دردشة ...
كلمات اغنية مين اثر عليك (http://firstlyrics.blogs...
o que me apetecia ter escrito. mas nao o faria mel...
good luck my bro you have Agraet website
resto 5resto ya 5waga
posts mais comentados
125 comentários
114 comentários
53 comentários
arquivo

Fevereiro 2013

Novembro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

links
subscrever feeds