Sexta-feira, 25 de Novembro de 2011
Vasco M. Barreto

Já se sabe qual foi a adesão à Greve Geral de ontem? Ter a opinião pública refém das manipulações do Governo e dos sindicatos é um sinal de atraso. Só que é também um sinal da falta de imaginação e de iniciativa dos nossos cientistas sociais. A assinar documentos em defesa da dignidade do Trabalho e do Estado Social foram muito eficientes, mas não quando se trata de pensar e tentar soluções para obter em tempo real números credíveis sobre greves, para eventualmente defender a dignidade do trabalho e, em todo o caso, defender a verdade. Com tanto departamento, tantos académicos, tanto inquérito,  tanto projecto financiado, tanta tese por aí a ser feita, não há ninguém que veja num anúncio de greve geral uma excelente oportunidade para testar métodos de amostragem, das rudimentares contagens feitas pelos seguranças dos edifícios, à taxa de utilização dos computadores do escritório, passando pelo consumo de energia, etc.?

 

 


7 comentários:
De jpm a 25 de Novembro de 2011 às 12:08
Com todos os problemas que vejo no manifesto dos cientistas sociais (pela sua limitação), parece-me que a proposta ia ter dois problemas elementares:
1) Já tendo participado em alguns projectos de ciências sociais, este seria certamente um projecto que envolveria custos astronómicos. Ia precisar de equipas de trabalho gigantescas. Depois há o problema de as greves não serem certas. Penso que a seguir à greve de 1988 (e acho que foram duas nesse ano ou em 1982) seguiu-se uma apenas em 2002. No momento em que se sabe da greve, tem-se para aí dois meses para a preparar. E os cientistas sociais também gostam de receber para trabalhar. Não sei a quanto ficaria um projecto destes.
2) quem está nas melhores condições para centralizar esta informação é o governo. Por muito bom que fosse o projecto de ciências sociais ia ter de se apoiar nos dados do governo. Mesmo que assim não fosse, o que acho difícil, a produção de números por cientistas sociais não ia acabar com a guerra dos números, na medida em que iam ser adoptados critérios em que as partes divergem.


De Vasco M. Barreto a 25 de Novembro de 2011 às 12:21
O argumento dos "custos astronómicos" não me convence. Há métodos que apenas exigem acesso a dados que estão naturalmente protegidos mas já centralizados (como o utilização dos computadores, por exemplo). Os entraves são formais (e políticos), não são logísticos.



De jpm a 25 de Novembro de 2011 às 12:26
Continuavas a ter uma parte significativa da população a não usar computador no dia-a-dia. Deixando de parte as manipulações que podem ser feitas se recorreres única e exclusivamente ao computador (que podem servir de argumento para não reconhecer legitimidade aos números). Não sei, acho que o problema ia-se manter. E insisto, uma brincadeira destas não ficava barata.


De jj.amarante a 25 de Novembro de 2011 às 13:13
Esse comentário sobre ausência de observação do consumo de energia é um pouco exagerada. Pode ver aqui: http://imagenscomtexto.blogspot.com/2011/11/greve-geral-de-24nov2011-e-o-consumo-de.html


De Vasco M. Barreto a 25 de Novembro de 2011 às 13:59
O comentário não era sobre a "ausência de observação do consumo de energia". O post não ficaria menos ou mais relevanrte se não tivesse dado esse exemplo. O que eu queria era um método fiável aplicado por uma entidade menos comprometida com as greves do que os sindicatos e o governo. Apesar de dependerem de financiamento estatal, eu esperaria encontrar na academia quem tivesse interesse - pela ciência e pelo serviço público - em comparar diferentes formas de amostrar a adesão a uma greve geral. Pelos vistos, estou engando. Curiosamente, a notícia que cita só reforça a ideia de que do ponto de vista técnico há soluções. O que falta é outra coisa.


De jj.amarante a 25 de Novembro de 2011 às 14:42
Eu diria que custa muito admitir aos Portugueses que possa existir uma realidade independente da sua vontade, das conveniências da sua tribo/classe/partido ou talvez mesmo da vontade divina ou de um grande chefe. É também por isso que aparece um número excessivo de desvios nas várias contabilidades e tem sido sempre tão difícil adoptar procedimentos legais possibilitassem uma governação transparente. O iluminismo tem tido dificuldades por estas bandas.


De chat a 14 de Julho de 2014 às 20:16

شات مصريه (http://www.maasrya.com/)
منتدي صور مصريه (http://www.maasrya.com/vb)
منتدي صور (http://www.maasrya.com/vb)
منتديات مصريه (http://www.maasrya.com/vb)


Comentar post

autores

Bruno Vieira Amaral

Priscila Rêgo

Rui Passos Rocha

Tiago Moreira Ramalho

Vasco M. Barreto

comentários recentes
Great post, Your article shows tells me you must h...
You’ve made some really good points there.I looked...
دردشة سعودي ون (http://www.saudione.org/) سعودي و...
شات فلسطين (http://www.chat-palestine.com/) دردشة ...
http://www.chat-palestine.com/ title="شات فلس...
شات فلسطين (http://www.chat-palestine.com/) دردشة ...
كلمات اغنية مين اثر عليك (http://firstlyrics.blogs...
o que me apetecia ter escrito. mas nao o faria mel...
good luck my bro you have Agraet website
resto 5resto ya 5waga
posts mais comentados
125 comentários
114 comentários
53 comentários
arquivo

Fevereiro 2013

Novembro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

links
subscrever feeds