Sexta-feira, 27 de Janeiro de 2012
Tiago Moreira Ramalho

O reconhecimento público, coisa pela qual a espécie arranca caras e cabelos, é coisa que pode magoar o pescoço ou partes alternativas da figurazinha que expomos tão zelosamente às massas. Isto é particularmente grave quando se é o José Raposo, facto que se me assomou como evidente quando, perdido nos pensamentos vulgares de uma viagem de eléctrico, que agora exige ao amável consumidor o pagamento de dois euros e oitenta e cinco cêntimos, ouvi, atrás de mim, num jeito manhoso de falar, uma senhora muito risonha afirmando, à cautela, enquanto apontava, ‘É o Zé Raposo, é o Zé Raposo’. Era o José Raposo, que enroladinho no banco do canto, com a calvície mal disfarçada por uns vistosos caracóis que se propagavam pelo espaço envolvente, respondeu, com o sorriso de quem preferia estar num outro lugar, que sim, que sim, que era. Gostava muito dele, a senhora, que continuou repetindo, numa desmesurada emoção, que era o Zé Raposo, enquanto dava pancadinhas no peito do senhor que a acompanhava. O senhor anuiu; também ele achava que se tratava do José Raposo. Criteriosa na crítica, disse-lhe que ele estava muito bem; tanto nas novelas em que entrava como naquelas em que ela julgava encontrá-lo, mistificações que o senhor, solícito, rapidamente dissipou. De espírito elevado pela discussão que estava a ter, naquele espaço e naquele tempo, com tão vetusta figura, a senhora do falar particular não hesitou e aplicou cirurgicamente dois pares de chapadinhas no pescoço e na bochecha esquerda do Zé, que ria, e eu ria com ele, e que rezava, e eu rezava por ele. O José acabou por sair na paragem seguinte, provavelmente decidido a fazer a restante viagem pela segura calçada que permite a fuga educada. Despediu-se de um querido, que ria comigo, e lá foi. A senhora assoou-se e saiu também. Saíram todos e eu, vulgarmente pensando, percebi de uma vez por todas que ser o José Raposo não traz vantagem, não é coisa de querer. Não há como a experienciazinha, para aprendermos boas lições.


1 comentário:
De chat a 14 de Julho de 2014 às 17:27

شات مصريه (http://www.maasrya.com/)
منتدي صور مصريه (http://www.maasrya.com/vb)
منتدي صور (http://www.maasrya.com/vb)
منتديات مصريه (http://www.maasrya.com/vb)


Comentar post

autores

Bruno Vieira Amaral

Priscila Rêgo

Rui Passos Rocha

Tiago Moreira Ramalho

Vasco M. Barreto

comentários recentes
Great post, Your article shows tells me you must h...
You’ve made some really good points there.I looked...
دردشة سعودي ون (http://www.saudione.org/) سعودي و...
شات فلسطين (http://www.chat-palestine.com/) دردشة ...
http://www.chat-palestine.com/ title="شات فلس...
شات فلسطين (http://www.chat-palestine.com/) دردشة ...
كلمات اغنية مين اثر عليك (http://firstlyrics.blogs...
o que me apetecia ter escrito. mas nao o faria mel...
good luck my bro you have Agraet website
resto 5resto ya 5waga
posts mais comentados
125 comentários
114 comentários
53 comentários
arquivo

Fevereiro 2013

Novembro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

links
subscrever feeds