Domingo, 2 de Setembro de 2012
Priscila Rêgo

No último post do Tiago, um leitor comenta que o problema (da teoria económica, presume-se) está em assumir sempre a hipótese "com tudo o resto constante. Essa coisa não existe no universo". Esta é uma crítica recorrente, velha e errada à teoria económica, que vale a pena destilar um bocadinho melhor. 

 

 

A cláusula ceteris paribus é vulgarmente apresentada como uma condição das teorias económicas. Se o preço da batata aumenta, então a procura de batata diminui. Se a quantidade de moeda em circulação aumenta, os preços sobem. O ceteris paribus é a restrição que delimita o perímetro de validade destas relações causais. Ou seja, a subida do preço da batata só leva à diminuição da quantidade procurada se tudo o resto permanecer constante.

 

Este perímetro de validade é normal, e praticamente inevitável, em todas as ciências. A mecânica de Newton estabelece relações causais fiáveis para os fenómenos normais do dia-a-dia, mas começa a ter alguns problemas quando nos aproximamos de situações-limite, como velocidades elevadas ou dimensões microscópicas.

 

E aí segmenta-se. Usamos a Relatividade Geral para analisar os fenómenos do muito grande e a Mecânica Quântica para estudar o que acontece no subatómico. São estes os seus domínios de validade, dentro dos quais produzem previsões fiáveis e conhecimento seguro. Mas, como nunca ninguém conheceu um universo em que tudo o resto permanece constante, fica a pensar que o único domínio de validade da economia é a Terra do Nunca.

 

Não é bem assim. Na verdade, o ceteris paribus não é uma hipótese subjacente à teoria. É uma chamada de atenção e um alerta importante para os investigadores. Ele afirma que a relação causal estabelecida (entre preço e procura de um bem, entre quantidade de moeda e inflação), e normalmente apresentada sob a forma de uma curva inclinada, só será constatada empiricamente caso tudo o resto permaneça constante. Em suma, não é uma condição de causalidade - é uma condição de verificação.

 

Parece trivial? Parece. É específico da economia? Nem por sombras. Apesar de a física estabelecer que há uma relação positiva entre Força e Massa (mais M aumenta F), seria estulto presumir que um objecto mais pesado tem necessariamente mais Força do que um mais pequeno. Também há aqui uma cláusula ceteris paribus oculta: mais Massa só implica mais peso se tudo o resto permanecer constante. A teoria diz-nos que aumentar a Massa de um objecto aumenta a sua Força - mas todos sabemos, sem precisar de invocar o ceteris paribus, que isto não implica que os objectos mais pesados são os que têm mais força.

 

Agora, a questão curiosa. Se este princípio está presente em todas as ciências, por que é que só causa problemas na economia?

 

Suponho que a resposta esta na génese das disciplinas. Na física, química e por aí fora, os investigadores podem fazer experiências controladas em que de facto mantêm todos os outros factores inalterados. Se ambiente for devidamente condicionado, a relação que vêem entre as variáveis expressa realmente causalidade.

 

É provável que esta possibilidade de controlar as variáveis externas, que aos poucos se enraizou como hábito, dispense os cientistas das áreas mais "duras" de se estarem constantemente a lembrar de que os seus resultados só são válidos se "tudo o resto permanecer constante". Não precisam: na prática, tudo o resto está mesmo constante. 

 

Outra resposta, que complementa esta, é que há infelizmente um vasto domínio de ciências sociais em que o ceteris paribus não causa problemas porque... pura e simplesmente nunca foi referido. E, como nunca foi referido, também não foi adoptado na prática. O produto desta situação, que não é constante mas é ainda assim demasiado frequente, são teses de doutoramento sem análise estatística e investigações sem controlo de variáveis externas. E um dos seus subprodutos é sem dúvida a coroação da economia como "rainha das ciências sociais", quando na verdade grande parte da economia entronizada (vejam o Freakonomics!) é apenas sociologia feita com ferramentas de economista.

 

E isto acaba por ser deliciosamente irónico. Ao fim e ao cabo, são exactamente aqueles que dizem que no mundo "nada é constante" que acabam por pensar como se de facto tudo fosse constante.

  

 

 

 


Arquivado em:
18 comentários:
De La-c a 2 de Setembro de 2012 às 07:39
"Agora, a questão curiosa. Se este princípio está presente em todas as ciências, por que é que só causa problemas na economia?"

Cá para mim, isto é muito criticado entre cienctistas sociais não econoistas porque não fazem a mínima ideia do que é uma derivada parcial.


De manuel.m a 3 de Setembro de 2012 às 00:21
Realmente entre todos os que se dedicam às ciencias sociais ,os Economistas têm uma aura especial porque sabem matemática
e , desde os já distantes tempos de Fisher Black e Myron Scholes , que a matematização da Economia tem sido imparavel ,culminando recentemente com a famosa correlação de David X. Li que não poucos culpam pela presente crise .
Mas desde o estoiro do Lehman Brothers que as economias mundias navegam obstinadamente entre Cila e Caribdis ,insenciveis às terapeuticas e frequentemente coisas muito desagradaveis acontecem tais como o facto de ainda agora a economia do RU ter entrado em recessão (double dip recession) e , contrariamente a todos os canones da arte ,o desemprego ter ao mesmo tempo descido . Escrevia recentemente no Telegraph Daniel Knowles ,um jovem Economista , sendo dificil não simpatizar com o candor com que confessa as suas perplexidades :
"...The great puzzle of the last four years has been explaining why, despite the recession being far worse for GDP than many previous ones, unemployment did not shoot up in the way that it did in say, the 1980s. Its peak, in November, of 8.3 per cent, was still far lower than the peak in 1993 at 10.4 per cent, let alone the 11.5 per cent-ish the country endured throughout the mid 1980s. So this time around, productivity – the amount that each worker produces – must be falling in a way that is very strange.

How do we explain this? ..."

Portanto as respostas começam a escassear e talvez por isso ,outro jovem Economista , Tidjane Thiam, disse em Davos que "o salário minimo é uma máquina de destruir empregos " o que levou Paul Mason editor de Economia da BBC a afirmar que se assiste à emergencia de um novo tipo de neoliberalismo radical onde e finalmente com toda a clareza é dito que a corrida para o fundo começou ,corrida para se ser igual à China , com os mesmos salários e zero protecção social .
Paul Ryan ,o candidato a Vice de Romney ,ainda é mais claro nos objectivos de criar um sistema de capitalismo nú e crú ao modelo asiatico.
Portanto meus caros desta vez a Matemática não vos vai ajudar a escolher a lado da barricada .


De LA-C a 3 de Setembro de 2012 às 11:40
"Portanto meus caros desta vez a Matemática não vos vai ajudar a escolher a lado da barricada."

Precisamente! Corrigiria só uma coisa. Não é "desta vez", é nunca! Só um estúpido, que nada percebe de matemática (nem de economia, diga-se de passagem), é que pode pensar que a matemática fundamenta uma ideologia, e que os modelos matemáticos são de esquerda ou de direita.


De Miguel Martins a 2 de Setembro de 2012 às 23:20
Pois é; o único problema é que, numa ciência empírica, a probabilidade de verificação das condições «arrumadas» pela cláusula em análise varia e, no caso da economia, varia muito. Contra isto a as críticas conexas, bem pode escrever.


De LA-C a 2 de Setembro de 2012 às 23:30
"Pois é; o único problema é que, numa ciência empírica, a probabilidade de verificação das condições «arrumadas» pela cláusula em análise varia e, no caso da economia, varia muito."

Importa-se de explicar melhor?


De Miguel Martins a 2 de Setembro de 2012 às 23:47
A resposta está, de algum modo, contida no próprio post: o controlo das condições de verificação não é geralmente possível em economia (dado não ser uma ciência experimental); a complexidade do seu objecto, em grande medida devida à variabilidade dos contextos de observação, significa uma menor probabilidade de reprodução aceitável das condições de verificação.


De LA-C a 2 de Setembro de 2012 às 23:49
OK, todos sabemos que a economia não é uma ciência laboratorial (se é que é ciência), mas em que é que isso inviabiliza a análise ceteris paribus?


De Miguel Martins a 2 de Setembro de 2012 às 23:56
Não falei em inviabilizar. Limitar, talvez. As asserções económicas estão sujeitas à variabilidade dos contextos. Não seria interessante converter este aspecto em constrangimento assertórico?


De LA-C a 2 de Setembro de 2012 às 23:59
"As asserções económicas estão sujeitas à variabilidade dos contextos."

Concordo totalmente com esta frase. O que me parece é que ela reforça a necessidade de se raciocinar em "ceteris paribus" e não o contrário.


De PR a 3 de Setembro de 2012 às 11:31
" O que me parece é que ela reforça a necessidade de se raciocinar em "ceteris paribus" e não o contrário."

Exactamente. Daí o meu "[o ceteris paribus] é uma chamada de atenção e um alerta importante para os investigadores."

(E é óbvio que o "contexto", no sentido lato de "variáveis fora do modelo", afecta qualquer outra ciência. Até a órbita da Terra é afectada pela presença de outros objectos)


De Miguel Martins a 3 de Setembro de 2012 às 13:20
Penso que este texto pode ajudar a esclarecer o ponto, num modo atento à exigência de uma epistemologia inspirada em Karl Popper:
http://www.iask.de/micro/paper/platonism1.pdf


De jo a 3 de Setembro de 2012 às 19:21
A análise com tudo o resto constante tem de garantir que a alteração não influencia as variáveis que queremos manter constantes.

O que se pretende com o aumento de competitividade, falando do ponto de vista do país em geral não de uma empresa em particular, é aumentar o investimento e no fim ter um aumento de produção, penso eu.

A diminuição de salários aumenta a competividade e o investimento mas a menor procura devido à dimiuição dos salários torna o investimento pouco compensador. Não parece que o ganho devido à primeira razão esteja a ser maior do que a perda devido à segunda.

Se não existe em Portugal quem compre, para quê colocar empresas cá? Para vender para a China ou para o Brasil? Nesse caso coloca-se o investimento no Brasil ou na China. Vamos concorrer com a Alemanha e a França pelo mercado interno deles? E eles deixam? O mercado deles também está a entrar em recessão. Não vão comprar às economias subdesenvolvidas?

Não estaremos a seguir o exemplo do cavalo do inglês? Se não comer fica mais barato, logo ganhamos mais. É pena o bicho morrer no processo.


De LA-C a 3 de Setembro de 2012 às 19:34
"A análise com tudo o resto constante tem de garantir que a alteração não influencia as variáveis que queremos manter constantes."

Isso mesmo. Finalmente um bom comentário. Quando se diz tudo o resto constante, está-se, precisamente, a falar das coisas que não dependem da alteração em causa. Precisamente.

"A diminuição de salários aumenta a competividade e o investimento mas a menor procura devido à dimiuição dos salários torna o investimento pouco compensador."

Repare, aqui estamos a falar de competitividade internacional, pelo que a procura relevante é a externa e não a interna. Assim, dado que a redução dos salários portugueses não terá impacto na procura alemã, de facto, se os salários portugueses baixarem então ficamos mais competitivos (internacionalmente). Claro que se a baixa dos salários levar a uma baixa da produtividade, então é preciso ver o que baixa mais.

"Não estaremos a seguir o exemplo do cavalo do inglês? Se não comer fica mais barato, logo ganhamos mais. É pena o bicho morrer no processo."

Repare que a discussão neste 'post' é técnica e não propriamente política, pelo que não se está a defender ou a criticar dada política. De qualquer forma, esta ideia de que com a cura se pode estar a matar o paciente é um perigo real. Todos desejamos que não seja esse o caso, mas que esse perigo existe.


De منتديات حلا الترك a 19 de Junho de 2013 às 09:20



http://www.hla7.com/vb منتديات
http://www.hla7.com الحصري ويانا غير
http://www.hla7.com يوتيوب
http://www.hla7.com/vb حلا الترك
http://www.hla7.com/vb/forumdisplay.php?f=65 اغاني مسلسلات
http://www.hla7.com/vb/forumdisplay.php?f=64 برودكاست
http://www.hla7.com/vb/forumdisplay.php?f=63 منتديات شوجي
http://www.hla7.com/vb/forumdisplay.php?f=62 منتديات الهام
http://www.hla7.com/vb/forumdisplay.php?f=61 صور فنانين
http://www.hla7.com/vb/forumdisplay.php?f=60 الصحه
http://www.hla7.com/vb/forumdisplay.php?f=59 مسجات
http://www.hla7.com/vb/forumdisplay.php?f=54 اذكرو الله
http://www.hla7.com/vb/forumdisplay.php?f=53 ترددات
http://www.hla7.com/vb/forumdisplay.php?f=52 صور سيارات
http://www.hla7.com/vb/forumdisplay.php?f=51 صور رياضة
http://www.hla7.com/vb/forumdisplay.php?f=50 صور تصاميم
http://www.hla7.com/vb/forumdisplay.php?f=49 تصاميم
http://www.hla7.com/vb/forumdisplay.php?f=48 تحميل اغاني
http://www.hla7.com/vb/forumdisplay.php?f=47 مسلسلات تركية
http://www.hla7.com/vb/forumdisplay.php?f=46 مسلسلات رمضان
http://www.hla7.com/vb/forumdisplay.php?f=45 كلمات الاغاني
http://www.hla7.com/vb/forumdisplay.php?f=44 يوتيوب
http://www.hla7.com/vb/forumdisplay.php?f=43 العاب 2013
http://www.hla7.com/vb/forumdisplay.php?f=42 ارشيف المنتدى
http://www.hla7.com/vb/forumdisplay.php?f=41 خدمات الزوار
http://www.hla7.com/vb/forumdisplay.php?f=40 حلا الادارية
http://www.hla7.com/vb/forumdisplay.php?f=39 صور حب
http://www.hla7.com/vb/forumdisplay.php?f=38 صور مضحكة
http://www.hla7.com/vb/forumdisplay.php?f=37 صور بنات
http://www.hla7.com/vb/forumdisplay.php?f=36 صور 2013
http://www.hla7.com/vb/forumdisplay.php?f=35 ازياء
http://www.hla7.com/vb/forumdisplay.php?f=34 ملابس اطفال
http://www.hla7.com/vb/forumdisplay.php?f=33 تسريحات
http://www.hla7.com/vb/forumdisplay.php?f=32 مكياجات
http://www.hla7.com/vb/forumdisplay.php?f=31 وظائف
http://www.hla7.com/vb/forumdisplay.php?f=30 اخبار
http://www.hla7.com/vb/forumdisplay.php?f=29 اناشيد
http://www.hla7.com/vb/forumdisplay.php?f=28 حلا الاسلامية
http://www.hla7.com/vb/forumdisplay.php?f=27 حلا العامة
http://www.hla7.com/vb/forumdisplay.php?f=25 اثاث
http://www.hla7.com/vb/forumdisplay.php?f=24 توبيكات
http://www.hla7.com/vb/forumdisplay.php?f=23 مطابخ
http://www.hla7.com/vb/forumdisplay.php?f=22 قصص
http://www.hla7.com/vb/forumdisplay.php?f=21 اشعار
http://www.hla7.com/vb/forumdisplay.php?f=20 بحوث
http://www.hla7.com/vb/forumdisplay.php?f=19 العاب المنتدى
http://www.hla7.com/vb/forumdisplay.php?f=16 ازياء
http://www.hla7.com/vb/forumdisplay.php?f=15 برامج
http://www.hla7.com/vb/forumdisplay.php?f=14 جولات
http://www.hla7.com/vb/forumdisplay.php?f=13 رمزيات جلاكسي
http://www.hla7.com/vb/forumdisplay.php?f=12 رمزيات ايفون
http://www.hla7.com/vb/forumdisplay.php?f=11 رمزيات بلاك بيري
http://www.hla7.com/vb/forumdisplay.php?f=10
http://www.hla7.com/vb/forumdisplay.php?f=9
http://www.hla7.com/vb/forumdisplay.php?f=8
http://www.hla7.com/vb/forumdisplay.php?f=7
http://www.hla7.com/vb/forumdisplay.php?f=6 اغاني حلا
http://www.hla7.com/vb/forumdisplay.php?f=5 اغاني حلا الترك
http://www.hla7.com/vb/forumdisplay.php?f=4 صور حلا الترك
http://www.hla7.com/vb/forumdisplay.php?f=2 اخبار حلا الترك
http://www.hla7.com/vb/forumdisplay.php?f=1
http://www.hla7.com/vb/sitemap.php خريطة المواضيع
http://www.hla7.com/vb/forumsmap.php خريطة الاقسام
http://www.hla7.com/vb/sitemap_index.xml.gz
http://www.hla7.com/vb/external.php?type=rss2
http://www.hla7.com/vb/sitemap/index.php
http://www.hla7.com/vb/showthread.php?t=2384 زخرفة . زخارف شات
http://www.hla7.com/category1 اسلاميات
http://www.hla7.com/category2 الاخبار
http://www.hla7.com/category3 الجوالات
http://www.hla7.com/category4 مقاطع مضحكة
http://www.hla7.com/category5 افلام انمي
http://www.hla7.com/category6 مسلسلات 2013
http://www.hla7.com/category7 الفن واهله
http://www.hla7.com/category8 مقاطع منوعه
http://www.hla7.com/category9 مسلسلات رمضان
http://www.hla7.com/category12 اغاني بدون موسيقى
http://www.hla7.com/category10 تحميل اغاني
http://www.hla7.com/category11 كلمات اغاني
http://www.hla7.com/category14 اناشيد
http://www.hla7.com/category24 صور حب
http://www.hla7.com/category25 مدرب الطباعه
http://www.hla7.com/203.html مسجات رومانسية


De شات كامات الصوتي a 7 de Novembro de 2013 às 11:27
Thank you for this content


De Blog Arabs taste a 10 de Novembro de 2013 às 10:50

Thank you for Featured Content and I really respect Malk all the greetings you :)


De chat a 14 de Julho de 2014 às 15:09

شات مصريه (http://www.maasrya.com/)
منتدي صور مصريه (http://www.maasrya.com/vb)
منتدي صور (http://www.maasrya.com/vb)
منتديات مصريه (http://www.maasrya.com/vb)


De العاب تلبيس a 8 de Maio de 2015 às 19:03
resto 5resto ya 5waga


Comentar post

autores

Bruno Vieira Amaral

Priscila Rêgo

Rui Passos Rocha

Tiago Moreira Ramalho

Vasco M. Barreto

comentários recentes
Great post, Your article shows tells me you must h...
You’ve made some really good points there.I looked...
دردشة سعودي ون (http://www.saudione.org/) سعودي و...
شات فلسطين (http://www.chat-palestine.com/) دردشة ...
http://www.chat-palestine.com/ title="شات فلس...
شات فلسطين (http://www.chat-palestine.com/) دردشة ...
كلمات اغنية مين اثر عليك (http://firstlyrics.blogs...
o que me apetecia ter escrito. mas nao o faria mel...
good luck my bro you have Agraet website
resto 5resto ya 5waga
posts mais comentados
125 comentários
114 comentários
53 comentários
arquivo

Fevereiro 2013

Novembro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

links
subscrever feeds