Terça-feira, 18 de Maio de 2010
Tiago Moreira Ramalho

A estação de televisão independente, num surto saberá Deus de quê, alembrou-se de criar um programa de «combate de blogues». Parece-me, a mim, observador desatento e menos que esporádico, que é uma espécie de coisa que segue de uns programinhas que houve há uns meses e que eram, basicamente, filmados no corredor da máquina de chocolates lá de Carnaxide, ou Queluz, ou o catano.

Fundamentalmente, esta edição que me proponho a tratar, pois não sou pessoa de tratar problemas gerais, mas apenas especificidades, foi sobre o tema da economia e contou, segurem-se, com Marta Rebelo, Filipa Martins, Rodrigo Moita de Deus e Tomás Vasques. As pessoas indicadas, obviamente, por serem conhecidas as suas contribuições para os avanços da ciência económica e outras. Por muito apreço que a pessoa de bem possa – ou não – ter pelo conjunto – ou partes – a verdade, leitor, verdade que me custa dizer-lhe, pois sou essencialmente amiguista e lambe-botista – o que dá jeito com um ou outra deste amontoado de carbono – a verdade, dizia eu, é que passei umas partes – as necessárias para poder fazer pouco agora – e consegui cansar-me com os «estrangulamentos financeiros», os «ditados do eurogrupo» e as «trepadeiras» da douta multidão. Cansado, como eu, mas não tanto, supõe-se, Tomás Vasques solta um: «o problema é muito mais complexo que» e completa – com o quê, apenas ele, os presentes e os que se deram ao trabalho de ver a coisa de fio a pavio poderão saber.

Só dá pena que não seja convidada a boa blogosfera para estes programas. E a boa blogosfera é aquela que lhe dá sentido: é a blogosfera independente e, mais importante, inteligente. Ora, no grupo, apesar de haver um ou outro inteligente, independente, não havia nenhum. Quem sabe se não será mesmo por isso que lá estão. Bons recibos, boas audiências e que prossiga a coisa, que eu cá me fico a ler-vos, quando calhar.

 

P.S.: O Nuno Ramos de Almeida, que escreve ali naquele sítio, veio, com muita razão, comentar aqui este post alertando-me para - calma lá - o facto de ele estar no programa, noutros dias, além do Miguel Morgado e da Ana Costa. Ora, como parece óbvio, eu não sabia - nunca tinha assistido ao programa. No entanto, ó Nuno, esta coisa era para exagerar. Quero dizer, eu sou fundamentalmente inconsequente e, confesso, exageradinho, pelo que se me levas muito a sério, desencadearás todo um conjunto complexo de explicações detalhadas do que é conteúdo e do que é forma nestas coisas que escrevo. E nenhum de nós, dado que somos agentes racionais, quer isso.


9 comentários:
De Daniel João Santos a 18 de Maio de 2010 às 21:59
bem observado.


De Ana Margarida Craveiro a 18 de Maio de 2010 às 22:24
ó futuro economista, mal andaríamos nós se só economistas pudessem falar - ou escrever - sobre economia. principalmente quando o que está em causa são - wait for it - decisões políticas.


De Tiago Moreira Ramalho a 18 de Maio de 2010 às 22:39
Ana,

Não têm de ser só os economistas a falar de economia, do mesmo modo que não têm de ser só os biólogos a falar de biologia e do mesmo modo que não têm de ser só os médicos a falar de medicina. Essencialmente, todos podemos falar de tudo. A questão é que quando sabemos umas coisas sobre o que vamos falar, a coisa costuma correr melhor :)


De Nuno Ramos de Almeida a 18 de Maio de 2010 às 22:26
Para além das pessoas que referes participaram nestes programas o Miguel Morgado, do Cachimbo de Magritte, a Ana Costa, dos Ladrões de Bicicletas, e eu do 5 dias. Lamento que nos consideres a má blogosfera, em oposição à outra. E não percebo a relevância da "independência". Não creio que um blogger seja bom ou mau, devido a sua ausência de posicionamento político. Não acho estes bloggers especialmente representativos do espectro partidário.
Finalmente, as audiências são normalmente boas, as melhores do dia, na TVI 24. Creio que pelo imenso masoquismo dos espectadores, que segundo a tua opinião, preferem assistir a um debate com maus bloggers em vez de ler bons posts da mítica boa blogosfera. Recibos e dinheiro é que infelizmente nada.

Abraço,
Nuno


De Tiago Moreira Ramalho a 18 de Maio de 2010 às 22:44
Ó Nuno, em primeiramente: Atão pá? Where's o sentido de humor? Em segundamente, não sabia que por lá andavas. Não vejo o programa - vi agora umas partes porque apanhei um link num post. Julguei, até, que tinhas sido «dispensado», como o João Gonçalves foi, pelos vistos (quando a coisa surgiu eu vi dois ou três, lá no corredor).

Mas, e passando por cima daquela parte em que digo que estou a exagerar porque isto é essencialmente isso: um exagero para ter alguma piada, diz-me: não achas um pedacinho absurdo teres pessoas que, os termos são estes, não percebem nada de economia a comentar economia? E, mais, aproveitarem, alguns, o tempo de antena para fazer politiquice amadora - meu deus, tão amadora?

(Que tristeza isso de não serem pagos. Exploração do grande capital, ó Nuno... eheheh)


De Nuno Ramos de Almeida a 18 de Maio de 2010 às 23:50
Olá Tiago,
É verdade. É a exploração do grande capital. O painel é móvel. O que faz que o Vitor Dias, o João Gonçalves, o Paulo Pinto Mascarenhas e outros ainda podem aparecer a assombrar a emissões e a serem explorados


De Rodrigo Moita de Deus a 19 de Maio de 2010 às 00:43
Nunca viste o programa mas tens opinião. Raramente lês a má blogosfera mas julgas. Não sabes o que os outros sabem mas tens imensas certezas. Entre as “generalizações”, os “exageros” e as “piadinhas” diria que tens todas as credenciais que reclamas serem necessárias para fazer parte do programa. Pelo menos a crítica televisiva vai tão fundamentada como os meus comentários sobre a economia.
Abraços,
Deus


De TMR a 19 de Maio de 2010 às 07:50
Ó Deus, essa coisa de não ver e ter opinião, raramente ler e julgar, não saber o que ou outros sabem e ter imensas certezas é o pão-nosso-de-cada-dia cá do burgo. E, enfim, eu não nasci para ser diferente.

Um pouco mais a sério: isto era gozo. A diferença é que em vez de gozar com pessoas que nunca vi/verei (tipo graçolas de oportunidade), gozei com pessoas próximas. E se - isto cansa, pá - as pessoas próximas não são gozáveis, tenho imensa pena (delas).

Abraços,
Mefistófeles (é o meu nome do meio)


De RPR a 19 de Maio de 2010 às 10:27
Boa estratégia de marketing, sim senhor.


Comentar post

autores

Bruno Vieira Amaral

Priscila Rêgo

Rui Passos Rocha

Tiago Moreira Ramalho

Vasco M. Barreto

comentários recentes
Great post, Your article shows tells me you must h...
You’ve made some really good points there.I looked...
دردشة سعودي ون (http://www.saudione.org/) سعودي و...
شات فلسطين (http://www.chat-palestine.com/) دردشة ...
http://www.chat-palestine.com/ title="شات فلس...
شات فلسطين (http://www.chat-palestine.com/) دردشة ...
كلمات اغنية مين اثر عليك (http://firstlyrics.blogs...
o que me apetecia ter escrito. mas nao o faria mel...
good luck my bro you have Agraet website
resto 5resto ya 5waga
posts mais comentados
125 comentários
114 comentários
53 comentários
arquivo

Fevereiro 2013

Novembro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

links
subscrever feeds