Segunda-feira, 24 de Maio de 2010
Priscila Rêgo

Concordo com os alemães e com os economistas em geral. Portugal deve diminuir o seu défice orçamental. Durante vários anos a redução do défice foi apresentada como uma imposição de Bruxelas, sem que ninguém se lembrasse de dizer que défices implicam dívida e que esta dívida terá, mais cedo ou mais tarde, de acabar por ser paga. A redução do défice não era apenas uma exigência legal das instituições europeias: deveria ser também uma prioridade de quem, mesmo à Esquerda, pretendia ter um Estado sustentável. Os interesses europeus e portugueses não entravam necessariamente em conflito.

 

Mas convém lembrar que, agora como antes, a coincidência de interesses é apenas parcial. Neste momento, os alemães querem défices baixos porque essa é a melhor maneira de garantir que o valor do euro não é corrompido pelo despesismo de um país irresponsável. Os mercados financeiros, por seu lado, apenas querem que Portugal não tenha problemas de pagamento da dívida. Para estes dois grupos, o défice é um objectivo em si, independente da forma de lá chegar. A loiça suja tem de sair da cozinha. Mas atirar os pratos com gordura pela janela vale tanto como usar esfregona e detergente.

 

Para os portugueses, a situação é diferente. Enquanto os alemães olham para o Estado português como um meio de atingir um fim (estabilidade da moeda), para nós as prioridades invertem-se: é o Estado que é um meio para que cada um de nós possa atingir os próprios fins a que se propõe. E a subida de impostos vai contra esta ideia porque sacrifica os rendimentos dos portugueses às necessidades de financiamento do Estado. Para nós, a diminuição do défice deve ser o subproduto da redução da despesa. Por isso, aconselha-se cautela nos próximos anos. Os padrões de exigência pelos quais vamos avaliar os nossos políticos devem ser ainda mais rigorosos do que fasquia imposta pelas instituições europeias e mercados financeiros. Aquilo que para Bruxelas é uma iguaria suculenta pode ter um travo agridoce para os portugueses.


autores

Bruno Vieira Amaral

Priscila Rêgo

Rui Passos Rocha

Tiago Moreira Ramalho

Vasco M. Barreto

comentários recentes
Great post, Your article shows tells me you must h...
You’ve made some really good points there.I looked...
دردشة سعودي ون (http://www.saudione.org/) سعودي و...
شات فلسطين (http://www.chat-palestine.com/) دردشة ...
http://www.chat-palestine.com/ title="شات فلس...
شات فلسطين (http://www.chat-palestine.com/) دردشة ...
كلمات اغنية مين اثر عليك (http://firstlyrics.blogs...
o que me apetecia ter escrito. mas nao o faria mel...
good luck my bro you have Agraet website
resto 5resto ya 5waga
posts mais comentados
125 comentários
114 comentários
53 comentários
arquivo

Fevereiro 2013

Novembro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

links
subscrever feeds