Quarta-feira, 21 de Julho de 2010
Rui Passos Rocha

É pena que Die Welle dê vontade de rir. Pena que se baseie nos três documentos existentes sobre a experiência de Ron Jones (dois artigos no jornal escolar e um texto do próprio Jones) e preguiçosamente se limite ao lá relatado. Pouco nos mostra sobre como, logo ao fim do segundo dia da experiência, toda a turma obedecia diligentemente aos ditames do ditador de serviço, o professor. Nem dez minutos são filmados mostrando o ambiente destas duas aulas. Somos obrigados a perceber, por nós, o porquê de ao terceiro dia já "a terceira onda se ter tornado o centro da existência" dos estudantes. Aliás, só lendo o texto de Jones é que se compreende porque prolongou a experiência mesmo quando "muitos estudantes tinham ultrapassado os limites": "If I stopped the experiment a great number of students would be left hanging. They had committed themselves in front of their peers to radical behavior. Emotionally and psychologically they had exposed themselves. If I suddenly jolted them back to classroom reality I would face a confused student-body for the remainder of the year. It would be too painful and demeaning for Robert and the students like him to be twisted back into a seat and told it's just a game. They would take the ridicule from the brighter students that participated in a measured and cautious way. I couldn't let the Roberts lose again." No final, onde Die Welle ensaia o suicídio de Robert e a prisão de Jones (ou melhor, dos seus imitadores na ficção alemã), na realidade Jones deixa a turma atónita e a chorar no auditório em que, depois de ter anunciado um comunicado do líder fascista nacional, nada surge e lhes dá conta da fantochada que programou. Que "trocaram a razão por regras" e disciplina fica patente, quer no filme quer no texto de Jones, mas nem um nem o outro exploram a consciência humana - por inabilidade e/ou por preguiça, em ambos os casos. O leitor e o espectador que concluam o que entenderem. Ou seja, nada, para além da repetição da pergunta que - curiosamente - despoletou a experiência de Jones: porque é que, depois de Nuremberga, o grosso dos alemães dizia nada saber sobre a maquiavélica governação nazi, quando foram coniventes com ela?


3 comentários:
De PR a 21 de Julho de 2010 às 15:36
"Ou seja, nada, para além da repetição da pergunta que - curiosamente - despoletou a experiência de Jones: porque é que, depois de Nuremberga, o grosso dos alemães dizia nada saber sobre a maquiavélica governação nazi, quando foram coniventes com ela?"

Porquê?


De RPR a 21 de Julho de 2010 às 16:28
O máximo que o texto e o filme dizem é que é possível gerar obediência cega - ou quase cega - em poucos dias se quem gerar esse sentimento for um modelo de conduta. Se essa pessoa for suficientemente comunicativa e assertiva poderá tornar-se um ditador para quem a admira. O que nem um nem o outro fazem é tentar explicar o "porquê", ou ainda melhor, o "como". Afloram a coisa, mas ficam na superfície. A Arendt dá pancada a qualquer dos dois.


De PR a 21 de Julho de 2010 às 20:24
Suponho que seja um pouco inevitável ficar "pela superfície". Afinal de contas, é um filme, não um tratado de psicologia social.

E evitar os caminhos sinuosos da Hannah Arendt é um bom primeiro passo para evitar atingir o mesmo número de pessoas que ela...


Comentar post

autores

Bruno Vieira Amaral

Priscila Rêgo

Rui Passos Rocha

Tiago Moreira Ramalho

Vasco M. Barreto

comentários recentes
Great post, Your article shows tells me you must h...
You’ve made some really good points there.I looked...
دردشة سعودي ون (http://www.saudione.org/) سعودي و...
شات فلسطين (http://www.chat-palestine.com/) دردشة ...
http://www.chat-palestine.com/ title="شات فلس...
شات فلسطين (http://www.chat-palestine.com/) دردشة ...
كلمات اغنية مين اثر عليك (http://firstlyrics.blogs...
o que me apetecia ter escrito. mas nao o faria mel...
good luck my bro you have Agraet website
resto 5resto ya 5waga
posts mais comentados
125 comentários
114 comentários
53 comentários
arquivo

Fevereiro 2013

Novembro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

links
subscrever feeds