Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Douta Ignorância

Política, Economia, Literatura, Ciência, Actualidade

A Douta Ignorância

Política, Economia, Literatura, Ciência, Actualidade

Birtukan Mideksa, estás cá dentro

Rui Passos Rocha, 23.10.10

Dois dias de visita ao Portugal profundo depois, sinto-me preparado para vascocampilhamente dar a mão ao país e fazer-me útil na governação de um povo baptistabastosmente carenciado de faróis. É na qualidade de investigador entre aspas apelidado de doutor (mesmo não o sendo) por toda a vivalma serrana do vale do Zêzere por quem me cruzei - e portanto uns degraus acima no magnificente escadote que empolou os líderes das duas maiores agremiações políticas deste canto da península, também eles com manhosas qualificações - que vos anuncio, futuros correligionários de um partido por criar (e que democraticamente liderarei por tempo indeterminado e até me cansar da vossa inelutável incompreensão): em matéria de política externa o Partido Melhor Português embeberia o seu essencial dos programas do BE e do PCP, nos quais está, como sabemos, claramente ultrapassado o facciosismo próprio de partidos burgueses e reaccionários, logo de direita. Vem isto a propósito do prémio Sakharov para Fariñas, o senhor greve de fome cubano, e das críticas dos dois partidos, ora porque o mundo seria melhor servido por um apoio à resistência heróica do povo palestiniano, que mais de setenta anos depois continua a responder com rosas, bandeiras brancas e pombos à bárbara e cobarde agressão israelita; ora porque havia "propostas muito mais urgentes" como a de Birtukan Mideksa, nome com que me deparo pela primeira vez na vida e líder da oposição na Etiópia, regime cuja democratização seria, está bom de ver, bem mais simbólica do que a de Cuba para aquela coisa a que chamam comunidade internacional.

8 comentários

Comentar post