Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Douta Ignorância

Política, Economia, Literatura, Ciência, Actualidade

A Douta Ignorância

Política, Economia, Literatura, Ciência, Actualidade

Correndo grandes perigos

Tiago Moreira Ramalho, 16.11.10

A pessoa de bem que se movimenta pelas redes sociais saberá seguramente que, por um motivo qualquer, toda a gente decidiu colocar imagens de bonecada que marcou as respectivas infâncias. Sendo eu de uma geração que foi mais educada pelas manhãs da SIC (os da SIC eram, de longe, os melhores desenhos animados) que pela família, foi seguramente difícil escolher. Acabei por optar pelo Dartacão. Tinha tudo. Era «do tempo dos reis e das rainhas», e o infante adorava toda a ideia à volta, apesar do republicanismo que já lhe corria nas veias; tinha uma bonita história de amor, que o infante sonhava para si; tinha aventura, a que o infante aspirava; tinha vilões, que o infante atacava; tinha tudo. O Dartacão tinha, simplesmente, tudo. Inclusivamente a melhor música de genérico que a memória guardou.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.