Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Douta Ignorância

Política, Economia, Literatura, Ciência, Actualidade

A Douta Ignorância

Política, Economia, Literatura, Ciência, Actualidade

Um mimo de portugalidade

Tiago Moreira Ramalho, 05.12.10

A candidatura de Manuel Alegre tem uma particularidade curiosa. Digamos que Alegre encerra tudo aquilo que identificamos e condenamos da alma portuguesa. Ele é uma espécie de alma portuguesa com voz grossa. Tem a mesma inclinação esquerdista essencialmente irresponsável e pouco reflectida, numa lógica muito «queremos tipo cenas fixes»; tem os mesmos preconceitos que a generalidade da população tem; tem o mesmo beicinho de vítima sofrida por tudo e por nada, quando na verdade é um privilegiado; tem a mesma ‘solidariedade’ que todos apregoam, mas que ninguém pratica. É um português de primeira apanha. Daqui se devem retirar as conclusões que os preclaros leitores quiserem. Se querem continuar a rebolar na mesma merda, pois que o abracem para chefe máximo. Se querem que a alma portuguesa seja um bocado mais que aquilo, enfim, procurem um dos outros dois.

3 comentários

Comentar post