Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Douta Ignorância

Política, Economia, Literatura, Ciência, Actualidade

A Douta Ignorância

Política, Economia, Literatura, Ciência, Actualidade

Bem-aventurado

Rui Passos Rocha, 02.01.11

Quero acreditar, na minha ignorância, que quando um jornalista contacta um cientista social espera ouvir mais factos do que especulação; afinal, para profecias já existem as teresas-de-sousas e para outras tretas afins pode-se sempre ligar a um taxista. Quando se liga a um professor premiado com 2,4 milhões de euros não se lhe faz uma pergunta sobre Portugal esperando que ele responda sobre a França ou a Grécia. Quando Boaventura de Sousa Santos diz que "se não houver inflexão vai-se assistir a uma situação explosiva nos próximos anos", só posso imaginar duas hipóteses: ou não se baseia em factos e limita-se a especular, ou em vez de ciência está a transmitir uma mensagem política. Os factos são estes: já recorremos ao FMI por duas vezes, em tempos de governação particularmente difícil (que não existem agora), e nem por isso houve a tal "explosão"; os dados sobre atitudes políticas nos últimos anos apontam mais para apatia do que para mobilização; a mobilização que há é sobretudo sindical e corporativa; o descontentamento é crescente, mas daí à acção em Portugal vai um grande passo. O resto é wishful thinking.

4 comentários

Comentar post