Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Douta Ignorância

Política, Economia, Literatura, Ciência, Actualidade

A Douta Ignorância

Política, Economia, Literatura, Ciência, Actualidade

Fardas

Rui Passos Rocha, 03.02.11

Tenho vindo a resistir orianafallacimente aos apelos mundanos para que me pronunciasse sobre o Egipto. Tenho vindo; mas agora abordarei o tema, como confirmação de que neste jogo de forças vocês, leitores, plebe se preferirem, perdem sempre. E podem até ter de ler cócó introdutório antes de eu dizer algo sobre o que interessa - o Egipto. O que há de curioso nesta brincadeira toda, pedras ao ar, escudos e cacetetes ao chão, é que são os gajos de farda que, tendo sido superlativamente enfardados pelo regime, estão agora a tentar conter o povo fazendo-o enfardar. E o povo tem vindo a resistir estoicamente, deslegitimando o enfardamento que lhe é dado pela corporação da farda. O papel dos militares é sempre fundamental, sim senhor Miguel Sousa Tavares, mas veja lá que há diferenças: em Portugal, por exemplo, a revolução começou aquartelada e acabou com toda a gente em casa depois de uma boa sessão de cinema no Carmo. No Egipto é o povo que está a rebelar-se, não só contra Mubarak mas sobretudo contra os militares, que são a face do governo. Na luta de uma corporação contra o povo a vitória é previsível.

4 comentários

Comentar post