Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Douta Ignorância

Política, Economia, Literatura, Ciência, Actualidade

A Douta Ignorância

Política, Economia, Literatura, Ciência, Actualidade

O terrorista

Priscila Rêgo, 14.03.11

Sócrates continua a agitar o fantasma da crise política para pedir apoio político que garanta a implementação do PEC 4. Faz o papel do terrorista que exige dinheiro para não matar os reféns. Mas é improvável que a estratégia volte a dar frutos. Ao longo dos últimos meses, Sócrates pediu resgates cada vez maiores para um lote de reféns cada vez menor. Depois de Portugal ter batido no fundo, deixou de haver margem de manobra. Os reféns já estão todos mortos.

 

3 comentários

  • Sem imagem de perfil

    PR 15.03.2011

    Luís, se por "bater no fundo" entende o limiar da sobrevivência material, Portugal não bateu no fundo.

    Mas se por "bater no fundo" entende um estado de desgoverno tal que a queda do Executivo não possa piorar nada, então de facto batemos no fundo.
  • Sem imagem de perfil

    Luís Lavoura 16.03.2011

    "o limiar da sobrevivência material"

    Isso faz lembrar o Passos Coelho ontem a dizer que as novas medidas do governo irão reduzir Portugal a ficar a pão e água. Dei uma gargalhada quando ouvi isso.

    "um estado de desgoverno tal que a queda do Executivo não possa piorar nada"

    A queda do Executivo certamente piorará muitíssima coisa, disso não tenho dúvidas. Ninguém, nem mesmo o FMI, vai emprestar dinheiro a um país sem Executivo capaz de impôr quaisquer medidas que sejam. O FMI empresta dinheiro em troca de medidas de austeridade (e de reformas estruturais) e, se no país não houver um Executivo capaz de fazer aprovar tais medidas, o FMI não emprestará cheta.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.