Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Douta Ignorância

Política, Economia, Literatura, Ciência, Actualidade

A Douta Ignorância

Política, Economia, Literatura, Ciência, Actualidade

Sempre igual.

Tiago Moreira Ramalho, 01.04.10

Augusto Santos Silva, o nosso Goebbels em versão hardcore, foi parar sabe o Altíssimo como, ao Ministério da Defesa. Foi há uns meses. Agora rebentam de novo as notícias sobre o caso dos submarinos - esquecidos os fripóres e afins - e, Jesus!, um cônsul honorário é demitido porque, segundo Luís Amado, os representantes de Portugal não podem estar sob suspeita - suspeita posição de quem tem sido conivente com um desfile de escândalos que envolvem o Primeiro-Ministro com quem partilha o palácio.

No Parlamento, o Primeiro-Ministro, de ar solene, vai atrás, como ele próprio costuma dizer, da extrema-esquerda e provavelmente irá viabilizar uma comissão de inquérito - que, certamente, será uma comissão de inquérito que não vai ter o objectivo de atacar pessoalmente quem quer que seja.

A vida política portuguesa, por vezes, parece dar as maiores piruetas imagináveis em espaços de escassas semanas. Aparência, enganado leitor. A vida política portuguesa é sempre igual. Mais coerência é impossível.

Londes, 31 de Março

Bruno Vieira Amaral, 01.04.10

A primeira parte do Barcelona no jogo de ontem devia ser emoldurada e ficar em exibição no Louvre. O Arsenal tinha Fabregas, Nasri, Arshavin, Diaby e Bendtner mas era o mesmo que ter Tahar, Paredão, Michael Thomas, Pembridge e Pringle. Na baliza, tenho a certeza, esteve Preud’homme. Há 4 anos o Benfica escapou de uma goleada histórica contra o Barcelona, no Estádio da Luz. Não seria uma humilhação porque contra o Barcelona de há 4 anos ou contra este Barcelona nenhuma equipa corre o risco de ser humilhada. Tem-se o privilégio de estar naquele local. Acasos destes já acabaram em beatificações. A simplicidade geométrica do futebol do Barcelona faz qualquer equipa do mundo (à excepção de Espanha, por mil Xavi Hernandez!) parecer onze pedreiros a quem ofereceram um par de chuteiras na véspera. Quando não avança em bloco ao primeiro toque, a táctica do arrastão tricotado, a equipa dá a bola ao lateral (um monstro, aquele Dani Alves), quando não se quer cansar faz lançamentos longos para Ibrahimovic, e quando tudo o resto falha ainda tem Messi de reserva. Os cordeirinhos do Arsenal podem agradecer aos Céus. Sobreviveram à degola, podem comemorar a Páscoa e contar a toda a gente que jogaram contra o Barça de Guardiola, o Barça de 31 de Março de 2010.

Eipril fulesdei

Rui Passos Rocha, 01.04.10

No Império Romano é que era: neste dia as mulheres tomavam banho em público, pedindo ajuda divina (as infelizes) para encontrar o seu gajo - que muito provavelmente era um dos tipos que salivavam ali ao lado. Mentir não dá gosto nenhum, em comparação com isso.

Pág. 9/9