Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Douta Ignorância

Política, Economia, Literatura, Ciência, Actualidade

A Douta Ignorância

Política, Economia, Literatura, Ciência, Actualidade

Tudo o resto constante [2]

Tiago Moreira Ramalho, 14.06.11

Claro que ao lado da incompetência jornalística se senta a desonestidade dos ‘especialistas’. Nada a que não nos tenhamos habituado. Não é líquido que a uma Taxa Social Única mais baixa aumente o emprego se estivermos num contexto de contenção orçamental e, para cobrirmos a perda de receita, aumentarmos outros impostos. Afinal, de que serve aumentar a oferta se, a seguir, reduzimos a procura? Este é o grande problema que deve ser discutido e não meia dúzia de conceitos aprendidos nas cadeiras das universidades. O efeito líquido é ou não positivo? No actual contexto, tenho as minhas dúvidas. Contratar novos empregados é um risco maior do que manter os actuais e não custa imaginar que muitos dos actuais empregos são mantidos apenas porque os custos de os eliminar superam os proveitos no curto-prazo. Se isto for verdade, uma redução da TSU não levará a um aumento sequer residual do emprego, ao passo que o aumento do IRS ou do IVA levará a quebras de procura mais que certas. Medidas desta natureza fazem sentido em conjunturas mais propícias a expansionismos governamentais. Actualmente, trata-se apenas de contas de merceeiro que, no fim, se arriscam a dar buraco. É que muito pouco é constante.

2 comentários

Comentar post