Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Douta Ignorância

Política, Economia, Literatura, Ciência, Actualidade

A Douta Ignorância

Política, Economia, Literatura, Ciência, Actualidade

Sábado no mundo

Bruno Vieira Amaral, 20.06.11

No sábado, Lisboa conheceu uma agitação incomum. Milhares de pessoas entregaram-se aos prazeres hortícolas em pleno centro da cidade e, depois de descobertos os segredos da alface, da couve e da beterraba, aplaudiram o fenómeno Carreira. A RTP1, televisão de serviço público, mostrou grandes planos de lágrimas e suspiros a cada gemido microfónico do Tony. O multiplatinado cantor, acompanhado de uma assinalável trupe, cantou as desventuras, os amores falhados, as desilusões, os encornanços, mas tudo acabou bem, porque o povo quer é música. Da parte da manhã, cerimónia mais sóbria e solene, no mais prosaico Campo das Cebolas, com trezentos populares a assistir ao enterramento das cinzas nobelizadas debaixo de uma oliveira transplantada da província e com a sagrada terra vinda da ilha de Lanzarote. Pareceu-me beatificação secular, assim para o pagão, com oliveira telúrica, grega, e livro a acompanhar as cinzas, vá-se lá perceber a superstição literária. Podemos sair da religião, mas não há maneira de a religião sair de nós.

2 comentários

Comentar post