Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Douta Ignorância

Política, Economia, Literatura, Ciência, Actualidade

A Douta Ignorância

Política, Economia, Literatura, Ciência, Actualidade

A Equivalência

Tiago Moreira Ramalho, 01.07.11

Sabemos desde o século XIX, e para que o soubéssemos ajudou muito o Sr. David Ricardo, que dívida pública presente corresponde a impostos futuros. Não há volta a dar. No entanto, parecemos querer esquecer esta equivalência sempre que os ‘futuros’ chegam e, com eles, os impostos devidos. Se hoje há um imposto extraordinário sobre um ‘décimo terceiro mês’, presente no calendário pagão adoptado pelas Finanças Públicas, é porque muitos gastos verdadeiramente extraordinários foram feitos sem que os devidos impostos fossem cobrados.

1 comentário

Comentar post