Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Douta Ignorância

Política, Economia, Literatura, Ciência, Actualidade

A Douta Ignorância

Política, Economia, Literatura, Ciência, Actualidade

O que somos e o que queremos ser

Tiago Moreira Ramalho, 07.07.11

Sejamos objectivos e frontais: seria facílimo para nós gritar, do alto de um banquinho estrategicamente montado no palco do muno, um agudo «não pagamos». Declarávamos falência e fazíamos tabula rasa nestas andanças. Afinal, tudo isto é um jogo de investimento, um jogo com risco e os credores, quando emprestam, sabem que há esse risco (os juros são precisamente a confissão banal de que há gente de pouca confiança). No entanto, entre pagar e não pagar reside a fundamental questão do que somos e do que queremos ser enquanto Estado. E, aqui, nada mais há a fazer que simplesmente contar os bracinhos que votam, porque não há consenso possível em juízos éticos desta natureza. Sim, porque há uma questão ética no cumprimento das obrigações que temos.  O compromisso assumido pelo Estado não é, apesar de por vezes o acharmos, diferente do assumido pelo indivíduo. E, pelo menos da última vez que confirmei, um indivíduo que, em cima de um banquinho, grita que não paga ainda é um indivíduo a quem se deve olhar de lado em futuros compromissos.

Há uma agência de rating que ainda não acredita que seremos capazes. Uma vez mais, em vez de apontarmos o dedo à agência por não acreditar em nós, vamos um pouco mais além. Neste momento fala-se numa série de medidas extraordinárias, mas nenhuma foi aplicada. O dinheiro do décimo terceiro mês não entrou, a RTP ainda é pública, a Galp ainda é um quarto nossa, a função pública ainda mantém os mesmos funcionários, os serviços públicos ainda são sorvedouros de rendimento que é cada vez mais escasso. Lamento, mas por muito valorosas que sejam os passos dados, meia dúzia de governadores civis e outra de ministros não dá para nada.

1 comentário

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.