Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Douta Ignorância

Política, Economia, Literatura, Ciência, Actualidade

A Douta Ignorância

Política, Economia, Literatura, Ciência, Actualidade

Jornalismo de causas

Priscila Rêgo, 04.09.11

O Público de ontem (acedam aqui, por portas travessas) tem uma peça fantástica acerca dos cortes de despesa. O título é forte: Cortes vão levar a despedimentos e fecho de cursos universitários. Como é que a jornalista sabe isto? Porque os responsáveis pelas universidades e politécnicos lhe disseram.

 

Mas o mais curioso não é o facto de se fazer tábua casa do conflito de interesses. É este "framing" de vómito que se rende à ideia de que se é menos é mau, se é mais é bom; este culto da carga que não consegue comparar benefícios e proveitos com custos e prejuízos. Mas será que se justifica a quantidade de professores e técnicos nas universidades? Será que não seria de considerar a redução do número de licenciaturas, tendo em conta números deste género? E contratações que violam a lei devem ser acomodadas como despesa ou rejeitadas como ilegais? E é de facto necessário gastar fundos públicos com a investigação de treta que pulula por alguns departamentos?  

 

Não tenho uma resposta final para estas questões (apesar de ter alguns palpites...). Mas o Público também não sabe e faria melhor em admitir a ignorância do que fazer o jogo das Universidades e Politécnicos. Pensem. Duvidem. E ponham em causa. No que diz respeito à geografia, a "gordura" do Estado pode ser muito democrática: tanto se aloja no lombo da CP como nas nádegas de alguns catedráticos.

 

 

2 comentários

Comentar post