Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Douta Ignorância

Política, Economia, Literatura, Ciência, Actualidade

A Douta Ignorância

Política, Economia, Literatura, Ciência, Actualidade

De olhos fechados e tudo

Tiago Moreira Ramalho, 17.04.10

 

O leitor atento certamente já identificou em mim, por ser óbvio, uma tremenda falta de gosto futebolístico. Não nego. Não aprecio o desporto, não aprecio os adeptos, não aprecio os praticantes. Leitor, nada no futebol me agrada. No entanto, admito que a outros – uns dois ou três palhaços, sem dúvida – agrade. E muito. Tanto que, quando um golinho é marcado, trocam linguadões à filme, para festejar. Isto foi o Gary Neville (uma pessoa que existe e que tem um irmão, António Neville, ou lá o que é, que também joga o mesmo desporto) e o Paul Scholes (este não sei se existe, porque não tive tempo de ir à viquipédia) num momento íntimo tornado público pelos malandrecos – dirty boys! – do Guardian. O que sucede, querido leitor, é que, deparado com este tipo de reacção a um golo – às vezes também trocam tau-taus nos tu-tus, mas isso não tem mal nenhum –, começo a imaginar o que farão grupelhos de calmeirões que despacham as moçoilas para «ir ver a bola com a malta». Imagino o que farão, afasto, depois, a imagem para longe e, no fim, rezo qualquer coisa meio improvisada para que tenham visto este spot publicitário que pessoas de bem fizeram com boas intenções. A protecção tem de vir em primeiro lugar. Sempre.

1 comentário

Comentar post