Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Douta Ignorância

Política, Economia, Literatura, Ciência, Actualidade

A Douta Ignorância

Política, Economia, Literatura, Ciência, Actualidade

Os quadrilheiros

Tiago Moreira Ramalho, 18.04.10

Enquanto as beirinhas bicudas da minha cavidade bucal se aproximavam das orelhas – um sorriso – e o meu pescoço exercitava toda a sua musculatura num exercício de assentimento daqueles que experimentamos poucas vezes aos fins-de-semana, dei por mim a pensar que penso exactamente o que pensa o Vasco Barreto – um tipo que, note-se, pensa muito bem, como eu.

As figurinhas ridículas da nossa comunicação social enquanto perseguem o Presidente da República na sua viagem de regresso a Portugal deveriam constar nos manuais do que não se deve fazer quando se quer fazer jornalismo. O telespectador fica petrificado em frente à televisão perante o disparate de informar qual é o pack alimentício, quais são as leituras, quantas horas demoram, as piadas, as crianças, as paragens, enfim, todos os pequenos detalhes completamente desprezáveis na viagem da Presidencial comitiva. Como, segundo dizem, ainda falta uma pipa de horas para a chegada, pergunto-me se, ainda antes de chegarem a Badajoz, saberemos da frequência com que a Presidencial figura – e, quem sabe, da Presidencial esposa – se permite aliviar o corpo de uma ou outra crise de flatulência súbita. Um trabalho de fundo informar-nos-á de qual a marca de cigarros utilizada – à Carolina Salgueiro, ou lá o que é – para disfarçar as possíveis partículas de odor que eventualmente ocupem o veículo.

Meus senhores, se não têm notícias, usem o que gastam nessas «emissões» especialmente invasivas e desnecessárias em, por exemplo, investigação, reportagem, pesquisa. É disso que precisamos, e não de uma revista Maria feita no estrangeiro e com personagens reais.

1 comentário

Comentar post