Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Douta Ignorância

Política, Economia, Literatura, Ciência, Actualidade

A Douta Ignorância

Política, Economia, Literatura, Ciência, Actualidade

3 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Luís Lavoura 04.05.2012

    conservadorismo e democracia cristã não é historicamente a mesma coisa

    Historicamente e filosoficamente não é, mas na prática é. Por alguma razão os partidos democratas-cristãos e os partidos conservadores estão misturados no Partido Popular europeu.

    Na prática, aliás, hoje em dia o conservadorismo e a democracia-cristã praticamente desapareceram enquanto tais. Filosoficamente, estão pura e simplesmente esgotados.
  • Sem imagem de perfil

    Miguel Madeira 04.05.2012

    O conservadorismo pode ser definido como "a razão humana trabalhando no vazio não é suficientemente poderosa para determinar como a sociedade deve ser organizada, por isso devemos recorrer à experiência acumulado nas instituições, costumes e valores que evoluíram por tentativa e erro ao longo de séculos".

    A democracia-cristã (sobretudo em ambiente católico) inspira-se, entre outras coisas, na ideia de que "a razão humana trabalhando no vazio não é suficientemente poderosa para determinar como a sociedade deve ser organizada, por isso devemos recorrer à Revelação transcendental, expressa e interpretada pela doutrina cristã".

    Ora, no contexto de um civilização em que o Cristianismo (e nomeadamente a Igreja Católica) foi a mais importante autoridade intelectual durante quase dois mil anos, a "doutrina cristã" e as "tradições desenvolvidas lentamente ao longo dos séculos" acabam por se interpenetrar bastante - afinal, a doutrina cristã foi sendo desenvolvida e interpretada no contexto das instituições e tradições existentes nestes últimos 2000 anos, acabando por as reflectir (qualquer passagem mais ambígua da Biblia acabará por ser interpretada da maneira mais consonante com o mundo em que o "interpretador" vive - afinal, até os magos passaram a "reis magos"); e as tais tradições evoluíram no contexto de uma civilização dominada pelo Cristianismo, logo a sua evolução foi influenciada pela doutrina cristã (ex. - a partir de certa altura, os reis passaram a ser "pela graça de Deus").

    Assim, defender as "instituições e valores tradicionais" ou defender os "valores cristãos" acaba por ser muito parecido, pelo menos no Ocidente.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.