Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Douta Ignorância

Política, Economia, Literatura, Ciência, Actualidade

A Douta Ignorância

Política, Economia, Literatura, Ciência, Actualidade

Prahlad Jani

Tiago Moreira Ramalho, 25.05.10

 

Neste mundo que é o nosso, o melhor dos disponíveis, segundo diziam pessoas mortas, tudo muda, tudo se transforma. Depois dos sapatos e da influência geoestratégica – I’m hot – também os milagres desapareceram do Atlântico. Pelo menos os milagres à séria, os dos contos acrescidos de pontos que nos chegaram de anos idos há muito.

Vem isto a propósito de um indiano que, ao que consta, levou umas massagens de uma deusa na sua língua e, por causa disso, não bebe gota de água nem come migalha de pão há setenta anos – pergunto-me por onde tem andado. Os cientistas alvoroçados foram logo – setenta anos depois, portanto – buscá-lo, metê-lo num quartinho com videovigilância e analisar a situação. Vieram, depois, muito admirados informar-nos que o velhote não comeu nem bebeu mesmo. Ainda mais admirados, informaram-nos que não defecou nem urinou, fenómeno extraordinário, pois nunca ninguém colocara antes a hipótese de haver uma relação directa entre a ingestão de alimentos e a libertação de dejectos – a ciência, a ciência. Acresce-se a tudo isto o ar saudável do senhor, bem como o seu cérebro de vinte e cinco anos – o jornalismo, o jornalismo.

Claro que há toda uma explicação científico-coiso, nomeadamente na fotossíntese, para a situação. O senhor levou injecções de clorofila ou é filho de uma deusa-alface. De qualquer modo, quando souberem o que realmente se passa, não me digam. Estas coisas fazem falta, que um mundo demasiado racional e explicado, sem ponta de mística ou mistério, torna-se, as mais das vezes, aborrecido e desinteressante.