Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Douta Ignorância

Política, Economia, Literatura, Ciência, Actualidade

A Douta Ignorância

Política, Economia, Literatura, Ciência, Actualidade

E que bem que ficava como Primeira-Dama, valha-me Deus

Tiago Moreira Ramalho, 05.06.10

 

Nesta feira do livro encontrei o Bilhete de Identidade de Maria Filomena Mónica num alfarrabista, à venda por cinco euros. A graça levou-me a comprá-lo. A figura interessa-me e a polémica também. Hoje folheei-o, li umas coisas na diagonal e notei algo interessante: as supostas queixas públicas relativamente à habilidade de Pulido Valente para, digamos, satisfazer uma senhora, são completamente disparatadas. Maria Filomena Mónica escreve maravilhas sobre Pulido Valente. Sobre a inteligência, a cultura e o efeito que nela causava. Conta, claro, histórias de namoricos, de ciúmes, de adolescentices tardias, enfim; mas tudo isso é completamente secundário. E, na parte da suposta inabilidade, Maria Filomena Mónica diz, tão-só, que não resultou. Não adianta pormenores, não maltrata ninguém, apenas fala de uma relação falhada. A «polémica» gerada só o foi porque é muito mais fácil comprar um rumor do que ler três páginas. Esta é apenas uma das muitas evidências disso mesmo.

3 comentários

Comentar post