Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Douta Ignorância

Política, Economia, Literatura, Ciência, Actualidade

A Douta Ignorância

Política, Economia, Literatura, Ciência, Actualidade

A política e a moral

Tiago Moreira Ramalho, 06.06.10

O primeiro-ministro José, sendo certo que nunca leu a Fenomenologia do Ser de Sartre, que não estamos a ver o vice-primeiro-ministro Pedro a emprestá-lo, é muito senhor de se pronunciar sobre, entre outras coisas, filosofia. Filosofia moral, se quisermos ser mais exactos. Ao longo destes anos, quase tudo aquilo que o primeiro-ministro José fez decorreu de um suposto imperativo moral, que, obviamente, só os homens de má fé não conseguiam compreender. Claro que o entendimento sobre a moral que o primeiro-ministro tem é, como, de resto, tudo o resto, medíocre. Dizer publicamente que seria «criminoso» não fechar escolas constitui, depois de um violento golpe nos tintins de dois mil anos de pensamento humano, um simples exercício de atirar barro à parede. Não sou desfavorável ao encerramento de escolas com poucos alunos, salvo raras excepções em que seja óbvio que os custos excedem os benefícios. No entanto, gostaria, por uma vez, de ouvir o primeiro-ministro José fazer uma defesa séria de uma política sua, sem tratar Portugal como se tivesse andado na escola com ele, a baldar-se às aulas como ele. Não somos todos assim, José.

2 comentários

  • Sem imagem de perfil

    TMR 13.06.2010

    A culpa é do José, até que se prove o contrário (eheheh).

    Obrigado :)
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.