Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Douta Ignorância

Política, Economia, Literatura, Ciência, Actualidade

A Douta Ignorância

Política, Economia, Literatura, Ciência, Actualidade

Desperdícios

Tiago Moreira Ramalho, 10.07.10

Aquele indivíduo que se senta ao lado do seu Senhor, imitando-lhe os maneirismos, os tons, as gravatas e até o penteado, o Silva Pereira, portanto, apareceu agora a publicitar o seu franco desgosto relativamente à conduta de Passos Coelho. No seu ponto de vista, o comportamento de Passos Coelho foi inaceitável só porque disse o que qualquer pessoa razoável diria: que o Estado não pode ter uma golden share e que os negócios de empresas privadas não são da conta do governo. Aliás, este era precisamente o discurso de José Sócrates, o Senhor de Silva Pereira, na altura da compra da TVI. Para o José Sócrates desse tempo, o Estado não se tinha de intrometer – tanto assim era que o primeiro-ministro não tinha conhecimento de nada, de nada. O mundo dá muitas voltas, só estes desperdícios de matéria é que ficam sempre na mesma.

3 comentários

  • Sem imagem de perfil

    TMR 12.07.2010

    Parte-se do pressuposto que num mercado livre, o governo nada deve ter que ver com as empresas, pelo que essa coisa patrioteira não me aquece nem me arrefece. Olhe-se para a estrutura accionista da PT e veja-se se é assim tão portuguesa... E mesmo que fosse... Passos Coelho teria feito má figura se dissesse algo de errado. Ora, sucede que não disse. Pelo menos nesta situação.
  • Sem imagem de perfil

    Lourenço Cordeiro 13.07.2010

    Sim, ele não disse nada de errado, mas na política isso não chega: é preciso dizer as coisas certas nos sítios certos, na altura certa, com o tom de voz certa, com a gravata certa, etc, etc.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.